quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Votos para 2010.


Estas coisa de escrever os votos todos os anos no dia 31 é quase como um ritual.

Confesso que não fui eu que o comecei, foi a minha amiga K. (está na neve aquele horrorosa, aposto que se vai esquecer este ano!) que no primeiro ano da nossa bela amizade, hummm...tínhamos 16 anos acho eu, me perguntou no dia 1 de Janeiro, num dos nossos 1000 cafés semanais: "então, já escreves-te os votos?".

Claro que eu não tinha escrito. Apesar de manter constantemente diários, nunca me tinha lembrado de escrever os votos para o ano seguinte!

No nosso caso sempre foi sem limites...podíamos pedir e desejar aquilo que quiséssemos, não importa o absurdo que fosse (e se eu me lembro dos meus diários, houve coisas mesmo esquisitas)...eram os nossos sonhos! Depois, e como não podia deixar de ser com a K., trocávamos e líamos os desejos uma da outra...era impossível manter segredos com ela naquela altura!

Como tal, este ano cá estou eu para fazer os meus votos para 2010. A bem da verdade, não vos posso dizer que vou colocar aqui tudo, a parte integral estará em papel, como todos os anos, mas ficarão aqui as linhas gerais!

1) Perfect Love

E citando a Carrie "I am someone who is looking for love. Real love. Ridiculous, inconvenient, consuming, can't-live-without-each-other love."
Isto é o que eu quero para 2010. Quero que valha a pena chatear-me por alguém, quero não ter de fingir que não me importo, quero não ter de me obrigar a não dizer as coisas com medo das consequências, quero não sentir desejos de vingança estúpidos só porque me sinto rejeitada, melhor, quero não ser rejeitada, quero poder fazer as minhas coisas doidas à vontade e ter alguém que se ria disso, quero um amor que me torne uma pessoa ainda melhor mesmo que seja difícil, quero que me adorem como eu sou...'cause I'm pretty great actually!

E senão puder ter isto desta maneira, então prefiro não ter nada!

2) Aquilo que dou sempre por garantido...Saúde.

É um bocado importante, e eu não peço só para mim, peço para as minhas pessoas, sem as quais a minha vida seria muito, muito pior! Logo, quero todos muito saudáveis, a comerem bem, a fazerem muito desporto, a beberem quase nada e a fumarem cada vez menos!

E isso não se consegue sozinhos menino...toca a ir aos srs. doutores e a fazer exames de rotina, e a verificar se a maquina esta óptima. Pequenas coisas podem-se tornar grandes coisas senão fizermos nada!! Além disso há médicos (e medicas) tão, mas tão, tão giros...vahhh...esqueçam o cheiro a éter e as agulhas.


3) Work!

Quero acordar todos os dias com vontade de ir trabalhar. Quero ser produtiva, eficiente, quero ser sempre e cada vez melhor. Quero-me importar com o que estou a fazer para poder fazer bem. Quero merecer aquilo que ganho e ganhar aquilo que mereço!

Resumindo...bla bla bla...realização profissional!!! Que no meu caso se resume a ter vontade de me levantar de manhã e chegar mais cedo e sair porque tenho coisas combinadas e uma vida lá fora, mas se tivesse que ficar também não fazia mal.


4) Aeroporto

Preciso de viajar, preciso de me sentar em terminais com um bilhete na mão, preciso ver as pessoas a correr de um lado para o outro atrasadas, preciso de chegar a um sitio e não ter ninguém a minha espera e voltar um tempo depois e ter alguém a minha espera, contente por eu não ter perdido a cabeça e ter decidido voltar!

Assim de cabeça eu diria que só vou conseguir fazer 2 viagens este ano...Neve e Roma! Quero mesmo ir a Roma. Isto porque estou a pedir aquilo que acho viável consoante as minhas finanças porque assim de cabeça queria ir à Neve em Março, Roma em Junho, Croácia no Verão, S. Francisco em Setembro.

5) Que a minha mana C. entre na faculdade. Este ano é o ano dela, ela merece, eu sei que não vai ter qualquer tipo de problema, mas não custa pedir, right?!

Já agora que ela perceba que vão ser os melhores 5 anos de sempre, que os aproveite, muito mais que a estudar, que vá fazer Erasmus, que tenha amores, que sofra o que tem de sofrer porque é assim que se aprende, enfim...que faça tudo o que tem direito! E que ela o faça como quiser, não como eu fiz, ou como qualquer outra pessoa fez, mas como ela quiser!

6) Continuar a ser cada vez melhor pessoa.
Não julgar, não culpar, não me vingar, perdoar, desculpar, aceitar que todos somos humanos, aceitar que às vezes as coisas são como são. Ter mais calma, comer melhor (logo emagrecer!! hehehe), ir ao ginásio, estar com a minha família, ter paciência, saber esperar, saber que as coisas boas se fazem esperar. Não desesperar, não querer pôr o carro a frente dos bois, dar tempo aos outros, dar-lhes espaço. Estar com os meus amigos, correr debaixo de chuva e rir-me com isso, saber o que vale mesmo a pena, não perder o norte, tentar manter o controlo das situações sabendo ao mesmo tempo que há sentimentos que são impossíveis de ser controlados. Perder a cabeça, sem perder aquilo que já aprendi, correr na areia, rebolar na areia, esquecer-me do que não vale a pena. Viver o hoje, esquecer os fantasmas do passado, esquecer aquilo que já me fizeram sofrer, confiar que, se Deus quiser, não me vão magoar outra vez. Baixar a guarda, não ter medo, dizer que "Acho que gosto de ti. Não sei o que isto é, não sei o que pode ser, mas acho mesmo que gosto de ti".


7) Fazer da minha casa o centro do meu mundo. Onde tudo é perfeito, arrumado e limpo a tempo e horas. Onde impera a calma e a tranquilidade, onde cheira sempre a bolachas acabadas de fazer e o sol entra com mais força.

Isto implica algumas horas de dedicação, muitas visitas ao IKEA (que eu odeio, btw), muita louça lavada à mão, enfim...implica trabalho! Que eu sei que se for disciplinada não custa nada...It's a work in progress...


8) Que as minhas pessoas sejam felizes. Que não se contentem com migalhas, que aproveitem o que têm, que queiram mais e melhor, porque o merecem todos os dias!

9) Voltar a estudar.
Ainda não sei o quê, nem onde. Ainda não sei se quero mesmo voltar a fazer isto de estudar e trabalhar ao mesmo tempo e não ter tempo para nada!!
Vou pensar sobre o assunto, mas fica a ideia!

Tenho mais um ou dois desejos para 2010 que são demasiados pessoais e embaraçosos para eu por no blog, mas que vão para o diário... afinal, se eu vos contasse tudo vocês iriam ficar a saber tanto como eu!
P.S: Não se esqueçam que no primeiro dia do ano devemos estar com as pessoas que queremos estar o ano todo, a fazer aquilo que queremos fazer o ano todo. Começa a contar à meia noite!!
Eu não vou poder fazer isto, mas se vocês puderem...façam-no!

NY, I love you

Adivinhem?! Sim, acabei de ver o filme...
Não posso dizer que tenha achado assim aquela coisa, houve historias que me tocaram, houve outras que eram engraçadas, houve umas sinistras, e ainda há aquelas que já nem me lembro.
Como aqui sou eu que escrevo, vou por o meu best of...

Esta é a parte em que quem não viu o filme não lê mais. Estou já avisar, porque para comentar vou ter de contar parte das cenas com aquelas personagens...é uma pequena parte, mas é alguma coisa, portanto senão gostam de saber antes de irem ver é melhor não lerem mais!
Aviso ainda que como são 1001 historias não decorei os nomes das personagens!! Classic B. e como caras também não sou perfeita vou por as fotos!!
Cena mais cómica do filme...
A sra. sai para fumar um cigarro, não traz isqueiro e o sr. da-lhe lume e começa a meter conversa da seguinte maneira "ah e tal...sentiu isto?! Esta chama que nós demos quando eu lhe acendi o cigarro?! Olhou para mim e esta tensão sexual entre nos os dois...bla bla bla"...a risada da conversa.
A sra. tenta desconversar a dizer que é casada e ele continua o monologo "mas o seu marido não gosta muito de si, porque deixa-la vir para aqui fumar sozinha!! bla bla bla...desculpe dizer-lhe mas acho que esta mal casada!". A sra. totalmente desconfortavel tenta mudar de rua e o sr. segue-a, "e tal, sabe que comigo ia ser diferente, bla bla bla, eu sei o que as mulheres gostam, bla bla bla, eu sei fazer coisas que mais ninguém faz, bla bla bla, posso ajuda-la a encontrar o seu ponto G, bla bla bla, o meu apartamento fica a 2 quarteirões daqui, bla bla bla"...

Por esta altura estava eu a meditar o porque da sra. não falar nem se mexer do mesmo sitio!! Juro que por momentos achei que, com aquela conversa ridícula que não lembra a ninguém, ele até se ia safar!!

Ao que ela pergunta calmamente "Então o que é que faz da vida?"...e ele responde "Sou uma espécie de escritor e você?"...e ela responde "Sou pega"... e ele diz "Não percebi, pega como?!" (a cara dele aqui, priceless)...e ela "Pega! Os homens pagam-me para ter sexo. Tem aqui o meu cartão com numero de telefone e web site, mas digo-lhe já que as 6as feiras são impossíveis. E os sábados e domingos também! Alias fins-de-semana não dá qualquer outro dia, ligue. Boa noite"...e vai-se embora!! Brutal...assim só mesmo, priceless!!!
Cena do "quando há atracção, esquece!"

Sra. no metro a pensar - "Porque é que eu lhe dei o número? O que é que me passou pela cabeça para ir dormir com ele? E o que é que estou a fazer a ir ter com ele agora? Não, mas hoje não vai acontecer nada. Não, vamos tomar um copo, 2 no máximo e não vai acontecer nada!"

Por esta altura B. pensa: não vais durar 2 minutos, se já estas a pensar nisso e ainda nem sequer lá chegaste...já foste!

Sr. a andar para o bar a pensar - "Mas porque é que eu estou nervoso? Sim, ela é linda e sexy e foi brutal, mas...porque é que estou nervoso?! É melhor ir de táxi...não ainda falta muito tempo, vou a pé. Mas porque é que eu continuo nervoso, eu nem a conheço!"

Sr. chega ao bar, pede uma bebida, olha para o relógio e cansa-se de esperar. Sai do bar, chama um táxi. Abre a porta. Hesita. Fecha a porta. Abre a porta e nisto vê-se uma sombra atrás dele. Segura a porta, olha para ela, ri-se. Ela ri-se e entra no táxi.

Como eu já sabia, não resistiu 2 minutos. Porque quando é assim, nem é preciso falar! Ou há ou não há!
Cena que só uma mulher conseguiria fazer

Sr. (desta vez eu sei o nome...Orlando Bloom), sempre falar com a assistente do chefe ao telemóvel. Pergunta-lhe se ela quer sair, ela diz que não. Continuam a falar ao telemóvel, o dia todo, trocam sms e mms. O chefe dele passasse e manda-o ler 2 livros de 1000 paginas cada um quando ele alem disso tinha uma banda sonora (acho eu) para preparar. Depois de fazer contas, ele liga-lhe. Ela não atende e ele fala para o voice mail "demoro 4 minutos a ler cada pagina...bla bla bla...mesmo que eu não durma, só consigo acabar de ler isto daqui 5 dias".
Passado um tempo ela liga-lhe para casa, vai para o voice mail, ele esta em casa a ouvir mas não atende o telefone. "Estive a pensar e senão disseres a ninguém, eu posso ler os livros por ti e depois digo-te. Assim concentras-te mais na musica! Se não te sentires bem com isso, esquece. Se não te importares abre a porta".
É assim, só uma mulher é que faria isto!! Um homem jamais se lembraria sequer de um gesto destes!!
Pela minha parte acho que sair de um sitio a chover (assim mais ou menos torrencial como hoje) às 5h da manhã, saltar o portão, ir a correr comprar um pão com chouriço, voltar a saltar o portão e ir entrega-lo, só porque a outra pessoa não ia ter tempo para comer nada antes de um teste...hummm...só uma mulher conseguiria fazer isto. Atenção, sem receber nada em troca, só sim porque sim, só sim porque era importante e porque ele não podia ir para um teste sem nada no estômago! Sou fantástica...

Cena mais surpreendente
Sr. e sra. novamente cá fora (num restaurante) a fumar um cigarro. Sra. mete conversa "estes são os momentos que eu mais gosto em NY, as pausas do cigarro, em que estamos sozinhos com os nossos pensamentos a ver o barulho da cidade e as pessoas...bla bla bla...já alguma vez fez sexo com um total desconhecido, assim que nem soubesse o nome?!". Sr. atónito, sem acreditar no que esta a acontecer diz que não e pede para ela não lhe dizer o nome quando se vai apresentar. Ao que ela responde "Agora aposto que queria fazer sexo comigo! Mas eu vou ter de voltar para dentro, o meu marido está a minha espera, e eu vou entrar e ele não vai sequer olhar para mim, não vai reparar que eu não tenho soutien, alias nem tenho cuecas. Ele não me vai ver, porque eu sou aquilo que ele já conhece. No entanto, tenho a certeza que se eu fosse uma mulher desconhecida, ele iria ficar totalmente excitado! Pode ser que nos voltemos a ver. Adeus."

Parte surpreendente. Filmam o interior do restaurante e o marido dela é ele!! Linda a cena, mesmo! Ele a beijar-lhe a mão e ela a dizer que o ama. No fundo, parece que o importante é manter a chama acesa!
Cena mais querida

Dois velhinho, casados à milhões de anos, a andar pela rua para irem no dia de aniversário dela ao mesmo sitio onde iam sempre todos os anos. Sempre a implicar um com o outro "Levanta os pés a andar!", "Estão levantados.", "Não estão nada, estas a arrastar"...

Sempre a implicar, mas nem por isso a gostarem menos um do outro! Porque há amores que duram para sempre!



Gostei do filme, como disse o meu amigo D. é um "love actually" em versão alternativa!

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Phrases I




Será +12h sem parar...


A preparar-me para mais de 12h de trabalho intensivo!

Hoje estou fechada para balanço...e acordei irritada! Não se espera nada de bom!A única coisa positiva é que quando este dia acabar estou de férias...finalmente!!

O tempo continua chanfrado...alguém me explica o que é este bafo que mais parece que estamos num pais tropical?! E já agora expliquem-me também o porque de não ter conseguido dormir até as 2h da manhã?!

Apetece-me reclamar com o mundo (ou talvez só com uma pessoa)!!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Era bom, mas era tão bom...


...gostar de pessoas normais!

Que se importassem com o mesmo que toda gente, que não fossem difíceis, que não tivessem mau feitio, que fossem geríveis e me fizessem as vontades...

Mas é que era mesmo, mesmo bom!



P.S: Podem dizer "se fosse assim tu não gostavas" à vontade! Eu sei que têm razão...

Balanço 2009


Não costumo fazer balanços sobre o ano que passou.

Não é por nada de especial, mas acho que olhar para o passado é perda total de tempo, principalmente porque acho sempre que podia ter feito mais. Sou muito mais uma pessoa de votos para 2010 do que de balanços de 2009!

No entanto, nos anos anteriores eu não tinha este blog e portanto acho que vou por aqui apenas umas highlights do ano de 2009:

- Ao contrario de 2008, em que fiz 1000 viagens, 2009 ficou marcado pela independência. Mudei de casa e passei a morar sozinha!Podia-vos dizer que houve alturas em que me senti sozinha, em que me custou e bla bla bla, mas ia estar a mentir. Não me custou minimamente, adorei! Não me interpretem mal, eu estava muito bem em casa da minha mãe, simplesmente e como diz a minha amiga K., não me custa estar sozinha, até gosto! Portanto foi e ainda está a ser uma experiência engraçada. Claro que a independência se paga, e vendo pelo custo de oportunidade, a minha foi paga em viagens que eu não fiz. Este ano conheci apenas um sitio novo, e as saudades do aeroporto estão a começar a dar cabo de mim...

- 2009 foi ainda marcado pela ausência (quase total) de qualquer problema de saúde meu... Faz-se excepção ao meu joelho algo danificado por 1 mês. No que respeita às minhas pessoas, a mãe B. descobriu que não está doente, é doente (o que faz alguma diferença), o avô B. tem umas coisinhas aqui e ali, a avó B. está saudável que nem um pêro bem como todas as minhas restantes pessoas! E por isso sim temos de dar graças...

- Lá para os lados de Março a minha vida pessoal deu uma volta, acabou-se uma relação. Posso apenas dizer que, já tive finais piores. Claro que há sempre os "e ses", que ele não me deixou esquecer, há sempre aquele medo do "e se eu estiver a fazer a coisa errada", mas no final, acho que se não é para ser, mais vale "não ser para ser" logo. Arrastar as coisas para ver se dá é injusto para a outra pessoa e uma total perda de tempo.

- Em 2009 perdi, finalmente, alguns daqueles irritantes quilos a mais!! Fui ao ginásio e fiz muito desporto (tal como tinha prometido nos votos feitos em Janeiro - not bad B. not bad!!). Agora para o final do ano, dado que moro perto, tenho apostado ainda em corridas à beira rio/mar... logo pode-se dizer que 2009 foi o ano em que me tornei mais saudável! Junta-se a este desporto todo o facto de praticamente não fumar nem beber e temos uma B. mais que saudável, pronta a durar muitos e muitos anos!

- O verão de 2009 foi o primeiro em praticamente 10 Verões que não pus os meus pés em Vilamoura. Podia dizer que senti falta, ou que foi estranho, mas não. Fui para o Alentejo e diverti-me imenso!! (Temos fotos e vídeos para mais tarde recordar que comprovam isso mesmo).

- 2009 foi ainda o ano em que eu acalmei! Finalmente já não tenho necessidade de estar sempre em festa, de sair até de manhã 5as, 6as e sábados, de ir às festas todas. Houve alturas na minha vida em que não achei que fosse possível querer mesmo ficar em casa, querer mesmo jantaradas com amigos e conversas até as tantas em vez música aos berros até de manhã! As coisas só acontecem realmente quando estamos preparados...não vale a pena forçar! Quantas vezes me tentaram obrigar a ficar em casa, a acalmar. Quantas vezes me disseram que não percebiam o porque de eu sair tanto, que perdia horas de sono e que era uma parvoíce. Não me sentia preparada, fazia o que tinha vontade e pronto! E fiz e vou de barriginha cheia e não me arrependo minimamente!!
E se houver uma semana em que me apeteça sair 5a, 6a e sábado também o vou fazer, só faço o que quero, seja isso o que for...mas agora apetece-me mais outras coisas!

- Relativamente a minha vida pessoal no resto de 2009...bem, é mesmo pessoal, não vou colocar aqui nada sobre esse assunto até porque quem lê o blog vai percebendo, em linhas gerais, o que se vai passando! É que eu tenho este pequeno problema... sou totalmente transparente!

Num próximo post hei-de escrever os os votos para 2010!!

Friday, I'm in love with...

Jude Law...

Já não é bem sexta...mas eu não vos quero privar da minha rubrica semanal! Quer dizer...


Dado que o filme do Watson estreou no dia 24, nada melhor do que o Jude para fazer as vossas carinhas esboçar um grande sorriso! É que se repararem bem, não é o filme do Sherlock Holmes...não, é o filme do Watson...é preciso por os pontos nos i's neste assunto!

Começa pelo nome...Jude, segundo dizem como homenagem à musica dos Beatle "Hey Jude"...que eu pessoalmente adoro!! Depois é os olhos...como já sabem eu sou susceptivel a olhos! Passamos ainda pelo facto dele conseguir ter uma cara versatil, tanto tem cara de anjo como de demonio...prefiro a última! Temos também a barba de 3 dias...priceless!

Enfim, podia continuar mas acho que já perceberam...



Hey Jude don't make it bad
Take a sad song and make it better
Remember to let her into your heart
Then you can start to make it better

Hey Jude don't be afraid
You were made to go out and get her
The minute you let her under your skin
Then you begin to make it better

And any time you feel the pain, Hey Jude, refrain
Don't carry the world upon your shoulders
For well you know that it's a fool who plays it cool
By making his world a little colder

Na na na na nana na na na
Hey Jude don't let me down
You have found her now go and get her
Remember to let her into your heart

Then you can start to make it better
So let it out and let it in
Hey Jude begin
You're waiting for someone to perform with
And don't you know that it's just you
Hey Jude you'll do
The movement you need is on your shoulder

Na na na na na
na na na na Yeah

Hey Jude don't make it bad
Take a sad song and make it better
Remember to let her under your skin
Then you'll begin to make it better
Better, better, better, better, better, Yeah,Yeah,Yeah

Na Na Na Na Na Na Na
Na Na Na Na, Hey Jude!

Desnaturada

Sou eu...e sou mesmo!!
Tive tempo, mas tive muita preguiça de escrever também! Sempre que dizia, "ah e tal vou ao blog" aparecia um sonho vindo sabe-se lá de onde e eu perdia-me pelo caminho!

Normalmente, e sendo eu filha de pais separados, desde que me lembro de ser gente que tenho a guarda partilhada do Natal. Não é bonito, não adoro especialmente, sinto sempre que falta qualquer coisa, mas estou mais do que habituada...é assim porque é assim e sempre assim foi!

Este ano, decidi que podia mudar as coisas! Sendo eu uma adepta ferrenha do "you can have it all", decidi conjugar as minhas duas famílias.

(Não, não os misturei todos na mesma casa e fizemos uma grande festa. Eles gostam de mim, mas não exageremos)

Então dia 24, a mãe da B. apareceu na casa nova (primeiro ano que se faz lá o Natal) a meio da tarde. Confesso que ela parecia o Pai Natal com a quantidade de sacos com comida. Ele era arroz doce, ele era bacalhau, ele era pudim, ele era queijinhos e presuntinhos, ele era pão de alho que só a mãe da B. consegue fazer...uma festaaa!!! Eu tinha avisado que se dependesse das minhas qualidades na cozinha a ceia seria pão com queijo e o aviso foi levado à letra! Ainda bem...mas, tínhamos comida para alimentar uma pequena equipa de Rugby!

Como a minha pequena casa não dá para abrigar mais ninguém sem ser eu, depois do jantar, do "Love Actually" e da abertura dos presentes a mãe teve que voltar a base e a B. ligou ao pai para saber como ia a distribuição das prendas na outra casa! Claro que o pai assim que percebeu que eu estava sozinha disse baixinho para eu lá ir ter e lá fui eu...a voar pela A5, literalmente. 10 minutos depois entrei pela porta para grande contentamento dos presentes (é que eles até gostam de mim apesar de eu ser intragável às vezes)!!

A distribuição das prendas foi feita pela M. e pela C., a família foi embora tarde da noite e as 3h da manha estávamos em amena cavaqueira sentados a mesa a cear...diga-se eu a empanturrar-me de arroz doce por todos os lados!

Dia 25 foi acordar tarde, almoço de natal com a família toda again e brincar com os presentes...o que significou uma tarde de SingStar até o meu pai pedir para pararmos...

Foi bom, foi quentinho...para ser perfeito faltava-me apenas ter estado com mais uma pessoa...

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Vai sair asneira!


Porque qualquer coisa que eu diga hoje só vai sair asneira.
Porque todos os dias acordo mais com esta vontade do "ou sim ou sopas".
Porque estou cansada de querer uma coisa que, pelos vistos, não posso ter.
Porque estou farta de trabalhar e de não ter férias à meses.
Porque me apetece apanhar o primeiro avião que passar e ir para onde quer que seja.
Porque não quero mais os dias todos iguais e de continuar à espera.
Porque a minha loucura está a dar comigo em doida.

Por tudo isso...hoje não vou dizer mais nada!
Se eu disser vai sair asneira!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Pedras no caminho?


"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá a falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios,incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um 'não'.
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo."

(Fernando Pessoa)

B. and the old ones


Ontem à tarde, em jeito de lembrança, estive a ler antigos diários. Não foi nada de nostalgia ou saudades do passado, simplesmente estava a dar um jeito à casa e choquei com eles. Como sempre faço quando os encontro, sentei-me no sofá com o aquecedor no máximo, a ler as minhas partes preferidas das historias e algumas que eu já não me lembrava.

Apesar de todas essas "relações" já terem acabado (umas mais do que outras), e apesar de em alguns dos casos a dita relação não ter sido... como direi..."by the book", as pessoas de quem eu já gostei na minha vida, gostei sempre por alguma razão. Mesmo quando ninguém compreendia o porque (nem eu), mesmo quando eles não gostavam de mim da mesma maneira, mesmo nas alturas em que doeu...houve sempre alguma coisa que me puxou para eles!

Como eu sou, em vários aspectos bastaste convencida das minhas capacidades, creio que tenho um certo jeito para conhecer e julgar pessoas, para observar detalhes que os outros não reparam, para descobrir qualidades no meio de 1000 defeitos aparentes. Até hoje não gostei de nenhuma pessoa fácil de gostar, daquelas que são agradáveis à primeira vista, que toda gente gosta, que são queridas, solicitas e afáveis. No entanto, não me enganei em nenhum julgamento de carácter (pelo menos que eu saiba, e até agora), são pessoas com princípios muito definidos, rectas e com personalidades fortes, talvez orgulhosas demais e arrogantes, com feitios complicados e difíceis de gostar a partida!

That's just me..weird and complicated!


Gosto das pessoas que gostei, obviamente de uma maneira completamente diferente neste momento, mas dizem-me qualquer coisa, ficou um carinho especial, um "quero mesmo que sejas feliz", uma intimidade e um companheirismo. Gosto desse sentimento, gosto de que, e apesar de tudo o que correu bem e mal, eu queira que o outro seja feliz! Sinto-me melhor pessoa quando reparo que apesar de ter acabado, ficou qualquer coisa, que nada foi em vão e sem significado.

Óbvio que isso não se fez do "pé para a mão", que demorei muito tempo a chegar aqui, muito tempo até conseguir ultrapassar, até não tremer e não me dizer nada, muito tempo até que a frase da Miranda "I would love to be one of those people who's all, 'we loved, thank you, you enriched my life, now go, prosper', but I'm much more 'we didn't work out, you need to not exist'." já não se aplicasse...but in the end, I know we're cool!

Portanto hoje, dedico este post aos meus antigos amores (não necessariamente ex-namorados, não é a mesma coisa!), por sentir imenso carinho por eles e por saber que apesar de tudo...valeu a pena!


P.S: Mais uma vez repito, não é nostalgia, não é saudades, não é "ainda gosto de vocês"...não é nada disso! E um obrigado por terem feito parte da minha vida e me terem ajudado a crescer em muitos sentidos!

sábado, 19 de dezembro de 2009

Grey's (quotes I)



"I could quit but here's the thing, I love the playing field."

Do you think I'm sexy


M80 rulaaaa...

Segundo a apresentadora do programa, nenhuma mulher resiste ao charme deste senhor!
É só moral...

Rod Stewart - Do you think I'm sexy

"She sits alone waiting for suggestions
he's so nervous avoiding all the questions.
His lips are dry her heart is gently pounding
don't you just know exactly what they're thinking

If you want my body and you think I'm sexy
come on sugar let me know.
If you really need me just reach out and touch me
come on honey tell me so.
Tell me so, baby.

He's acting shy looking for an answer,
Come on honey, let's spend the night together,
Now hold on a minute before we go much further,
Give me a dime so I can 'phone my mother,
They catch a cab to his high rise apartment,
At last he can tell her exactly what his heart meant.

If you want my body and you think I'm sexy
come on honey tell me so.
If you really need me just reach out and touch me
come on sugar let me know.

His heart's beating like a drum
'cos at last he's got his girl home
relax baby now we are alone
Oh

They wake at dawn 'cos all the birds are singing,
Two total strangers but that ain't what they're thinking.
Outside it's cold misty and it's raining,
They got each other neither one's complaining,
He say's I sorry but I'm out of milk and coffee,
Never mind sugar we can watch the early movie.

If you want my body and you think I'm sexy
come on sugar let me know.
If you really need me just reach out and touch me
come on honey tell me so.
Oh... Sugar

If you really need me just reach out and touch me
come on sugar let me know.
If you really, really, really, really need me
just let me know
just reach out and touch me, mmm
If you really want me
just reach out and touch me
come on sugar let me know
If you really need me just reach out and touch me
come on sugar let me know
if you, if you, if you really need me
just come on and tell me so."

E é isto...

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Friday, I'm in love with...

Ed Westwick...


Não tinha ainda apercebido bem o que me agradava tanto nele (até agora)! Nem sequer o acho extremamente bonito, mas...é a carinha de perverso! Aquela do "I'm a bad boy and I like it"...mata-me!



Já nem vou comentar a minha paixão pelo Chuck Bass e as suas frases miticas:


Chuck: Well you look ravishing. If I were your man, I wouldn't need clues to find you.
Chuck: Look... I care about three things, Nathaniel. Money, the pleasures money brings me, and you.
Chuck: Would you consider avoiding me over breakfast?
Chuck: Not as clear as the memory of you purring in my ear, which I have been replaying over and over...
Chuck: Game's not over until I say it is.
Chuck: I still got the scars on my back to prove it.
Chuck: You know, they say if you love something, you should set it free.
Chuck: Call me sentimental.
Chuck: You're lying. Your eyes are doing that thing where they don't match your mouth.
Chuck: Good. I don't think it's wise taking relationship advice from someone in a FAKE relationship. Call me crazy.
Chuck: I don't have a romantic bone in my body. Least of all that one. But you do raise an interesting idea. Clearly there's some kind of ... blockage.
Chuck: Kinky. I'll think about it.
Chuck: Watching you fail spectacularly gives me so much joy.
Chuck: Twins find me.
Chuck: We both know you'll do it again. It's just a question of when. We're inevitable, Waldorf.
Chuck: Did you have a reason for coming to see me? Because if it was to insult me, there's a website you can go to.
Chuck: If you thought that was long, you have no idea what you're in for.
Chuck: [to Serena] If you're talking about the dress, I say higher.
Chuck: We have tonight. So shut up. And dance with me.

Não falando que ele é (e nestas fotos está muito) parecido com uma pessoa que eu conheço...e que tambem tem carinha de perverso!

P.S: Dá-se presente a quem adivinhar com quem é que eu o acho parecido!

Perguntas estupidas requerem respostas idiotas!


Então vejamos, estava em pleno transito esta manha, numas das muitas descidas da viagem quando me batem no carro!! A senhora bate-me no carro e começa a gesticular, ao que eu me interrogo se ela estará parva? Bate-me no carro por trás e esta a gesticular como quem diz "o que é que se passa?"...não me parece muito normal!

Muito calmamente saiu do carro, olho para o meu para choques e estava tudo impecável. É que o meu carro não é um jipe (como eu tinha pedido) mas, aguenta-se bem à batida! Dirijo-me à senhora que continuava sentada no seu veiculo a gesticular e me pergunta "Fui eu que lhe bati ou foi a senhora que andou para trás?"

Juro que tive de evitar (a todo o custo) aquela minha cara que dá vontade de dar estalos do "mas tu és atrasada mental ou quê?" e respondi pacientemente, tentando não por um tom irónico na voz: "Estamos numa descida, para eu lhe bater teria de fazer marcha a trás. Como pode calcular não me parece que tenha sido eu a bater-lhe!"... ok, sem comentários, a sério!!

Tipo...mas as pessoas andam parvas?! Sim, porque faz todo o sentido, numa descida, parada no transito eu por a marcha a trás...como é que eu não me tinha lembrado disso!!

O que vale é que eu não sou minimamente histérica com o carro, portanto olhei, vi que estava tudo certo, e segui...
Mas já foi a segunda vez esta semana que me tocam no carro, devo estar com íman de certeza!

Podia era ser para umas coisinhas melhores, é que eu não sobrevivo sem o meu carro, mesmo...

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Infos do dia


Algumas, várias, coisas a declarar hoje:

- SISMOOOO...ok, nada de pânico!! Foi extremamente bastante engraçado, achei que a minha cama tinha perdido um parafuso, porque não parou de tremer quando eu me deitei!
Sim, deitei-me tarde e sim, a minha cama tem praticamente 120 anos (era da minha bisavó!).
Fora isso correu tudo normal... é preciso mais para me assustar!!

- Conversa com a J. ontem a noite sobre o facto de os meninos quererem umas coisas mas não quererem outras. Meus filhos, pessoas do sexo masculino, a situação é a seguinte: se querem, querem o pacote todo, o bom e o mau, as cenas e os presentes, as noites quentes e as noites pólo norte!
Se não querem...sinceramente, deixem de lado e acabem de uma vez com a mania das migalhas! Se não querem tudo, não é suficiente!
J. és grande...adorei a junção de teorias...é certo que podíamos ter feito esta junção a uma hora mais aceitável, mas vahhh...we're young enough!

- Depois de ter ido dar sangue (quase 0.4l), descobri que certos medos e fobias aumentam com a idade. Eu nunca gostei de sangue, é verdade, mas ficar branca pálida apenas com a visão de uma agulha e de um saco de sangue é way far too much!!
(Por acaso já repararam no tamanho da agulha que fica dentro do braço?! Que infeliz ideia a minha de olhar para o Sr. enquanto ele me tirava aquilo...ia-me dando um mal como diz a R.)
Já tinha notado neste refinamento dos medos na questão das vertigens...está muito pior agora do que antigamente! A questão das aranhas nem se fala, simplesmente não consigo, não sei se está melhor, pior ou pouco mais ou menos!
Neste momento tenho de coexistir com uma dentro de casa, porque não a consigo matar. Se ela não sair quando eu entro, saio eu! E não vale a pena dizerem-me que é simples, que é só por o chinelo em cima e bla bla bla...EU NÃO CONSIGO!!
Façam-se úteis e vão lá mata-la!

- Relativamente ao mono de 60 kg...continua afundado dentro do porta bagagens do carro! Ainda não descobri uma solução para o meu problema! Acho que vou implementar umas técnicas Jedi a ver se funciona e aquilo me vai parar a casa sozinho!!
Também tenho outra solução, posso começar a encher hoje e daqui a 3 semanas (mais coisa menos coisa) já devo conseguir pegar naquilo. Claro que entretanto já ganhou bicho dentro do carro...mas pronto!

- Daqui a exactamente 8 minutos irei sair do escritório para ir passear ao Chiado.
Ok...mentira, não vou passear vou só mesmo comer um croissant com chocolate ao Bernard! Meio croissant mais especificamente...
Que foi?!?! Tenho que ter força para o esquema novo no gym...e além disso perdi muito sangue ontem, tenho que repor!

Acho que já chega de news por hoje!
Amanha é dia de brasas aqui no blog...eheheheh...almost friday!

As coisas que eu não sinto. (Parte II)


E agora o reverso da medalha... sobre o post anterior (com o mesmo nome...para os mais distraídos!)

Escrito pela M.

"Após cuidada reflexão…lol… aqui vai a minha opinião sobre o tema…
Bem, que vida vazia…se não conheces o mau, como reconheces o bom? Se nunca provaste o amargo reconhecerás o doce? Se não sofres não te questionas, se não te questionas não te conheces, não evoluis…
A vida são momentos, uns breves, outros mais longos… mas prefiro a emoção e sim, por vezes o reconhecimento da decepção, a nunca ter vivido…
Logo embora perceba o contexto, acho que quem se isola não conhece e não vive…para ganhar há que apostar! Quem não corre riscos, não aposta, está fora do jogo.
Prefiro a montanha russa ao vazio. Até quando dói nos sentimos vivos… na apatia não há nada…é um vácuo, um vazio que nos suga a vida.
Dificilmente encontraremos o príncipe das histórias. Ele vive no faz de conta e nós (a maior parte das vezes) com os pés assentes na terra… e se não encontrarmos príncipe, nem beijarmos sapos, teremos a história emocionante de um vazio que dura pela vida para contar???
Não! Enquanto não encontro o certo, divirto-me (e aprendo) com os errados!
A vida efectivamente é como as histórias: emocionante, aterrorizadora (há sempre bruxas e dragões), apaixonante… apenas não é eterna… aí reside a diferença! Vives os mesmos sentimentos várias vezes na vida e com várias pessoas e situações. O mal não está "neles"... apenas as coisas são mesmo assim e não gostamos de nos confrontar com essa certeza…
PS: A. lembras-te das montanhas russas em Madrid??? O medo que tinha e o quanto me diverti a fazê-lo??? De cada vez que ando morro de medo, mas sei sempre que sou capaz de aguentar… um bocado como a vida!"

M. falou e disse...

Concordo com ela, acho que para valer a pena tem que ser "até ao osso"...mas, e como somos todas diferentes e complementares (boa frase A.!!) eu não consigo fazer essa entrega total à loucura! Mas estou muito melhor...

Passei alguns anos (depois de me ter apaixonado e de me ter magoado) a achar que nunca mais na vida queria sentir isto! A tentar, literalmente, aniquilar qualquer tipo de sentimento que tentasse crescer aqui dentro, matando-o antes de ele me pode matar a mim!

À uns tempos atrás, quando comecei a sentir um "zsa zsa zsu" estranho e que não estava a perceber, falei com a M. que me disse aquilo que leram a cima. Resolvi arriscar, um dia depois do outro, sem pensar muito sobre o que estava a fazer. E cada vez que a minha prudência me dizia "volta, recua, não faças isso" eu obrigava-a a calar-se e ia lá ver!! Aprendi que podemos recuar quando quisermos, é a parte boa da questão, o problema é ir gerindo o medo de que quando quisermos voltar atrás seja tarde demais!

A experiência foi boa, gostei de ter pelo menos tentado. Não foi o suficiente, de qualquer das maneiras... mas provavelmente, também nunca o ia ser, independentemente do que eu tivesse feito!

Sobre este tema, a autora de um dos blogs que eu leio falou e disse...muito bem como sempre: http://srafeiticeira.blogspot.com/2009/12/eu-nao-acredito-mas-que-elas-existem-la.html

Concordo com tudo...vou colocar aqui só algumas partes para perceberem: "Tenho para mim que a grande maioria das relações não funciona, falha, morre, ou transforma-se noutra coisa (...). Depois disto ninguém devia acreditar nas relações! Sabemos à partida que o mais certo é que não funcione... os números quer sejam eles reais ou empíricos dizem-os isso em jeito de estalada a cara. (...) Mas - há-sempre-um-mas - a verdade é que me é impossível não pensar 'e se?'. (...) Sim, e se? Por isto, digo eu que vale a pena continuar a tentar, mesmo que nos fuja a coragem e a fé em cada separação dolorosa. (...)"

Leiam o resto...vale a pena!


P.S: Eu sou a do meio está bem? É só para adequarmos a imagem a situação! Eu é que preciso do cupcake para me animar!! Ai espera..."Everybody loves me...I'm a cupcake"!!! Ahahaha

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

As coisas que eu não sinto.


Acabei de receber este texto por e-mail...
Acho que está adequado ao espírito do dia de hoje!

"Por vezes as mulheres sujeitam-se a tanta coisa, só por um calor no peito, um abraço, umas palavras bonitas, capazes de as fazer voar, um ombro masculino que nos conforte a alma e aqueça o coração, ainda que por alguns instantes, horas ou minutos, da imensa solidão que muitas vezes sentimos.

A questão é que na maior parte das vezes não vale a pena...
Chega se ao fim da noite com o mesmo vazio no peito, porque nos deitamos e abraçamos com devoção, pessoas que não são nossas. E aí ficamos na ressaca daquele prazer duvidoso, suspeito e o pior, distante do amor e do próprio desejo.

Depois vêm as juras de amor eterno...É preciso ter cuidado com o que se diz, pois as palavras têm muito poder e os homens, na maior parte das vezes, não têm consciência daquilo que dizem...Chegam a ser básicos na sua maneira de pensar, falar e agir.

Amores impossíveis. Porque até nisso a vida chega ser ingrata. Apresenta-nos homens maravilhosos, mas impossíveis de se amar eternamente, por tudo o que os envolve...E como eu acredito na eternidade, prefiro não te amar, a ter de viver das tuas migalhas de amor.

Enfim, vidas cruzadas, desencontros dolorosos, amores impossíveis...e dou por mim, como sempre só. Sozinha nesta solidão que a vida, de certa forma me empurrou e da qual não sairei mais, mas continuo com a profunda convicção de que todo o amor é eterno, se não é eterno não é amor.

Às vezes apetecia-me atirar tudo para trás das costas e mudar...mas aí vêm os pensamentos, as incertezas...e a certeza de que há coisas que não têm salvação, e temos que aprender a viver com elas. Eu sei que a vida, infelizmente, nunca é como nos livros e muito menos como nas histórias, em que o príncipe, quase sempre atrasado, distraído ou exausto, porque enfrentou bruxas e dragões, resgata a sua princesa com um beijo apaixonante e são felizes para sempre.

Mas mesmo assim, prefiro esperar por um príncipe que não existe a ter de viver das tuas migalhas de amor..."


Pelo que me disseram foi escrito por uma pessoa chamada Nádia.
Da minha parte, um obrigado à Nádia por exprimir aquilo que tantas mulheres querem dizer!

P.S: Obrigada pela preocupação pessoal! Amanhã já estou óptima...
Dar 0.4l de sangue acabou com o meu astral de hoje!!!! Mas fiz o que tinha de ser feito!

Frases Nicola

Porque há dias em que só me apetece ficar sossegada, só me apetece que me deixem em paz...

Estou cansada de cinzento, de mais ou menos, de não sei, de talvez, de quem sabe, de um dia...quero preto no branco, ganhar ou perder, quero certezas e respostas, sim ou não!

Acima de tudo sinto-me triste...


Frases Nicola, para pensar:

Um dia percebes que sou a pessoa da tua vida.
Ahhhh...pois...pode ser! Não sei se vais perceber!
Pior...nem sequer sei se sou.

Um dia digo-te tudo aquilo que preciso dizer.
Normalmente não teria duvidas nesta, nunca deixei nada por dizer a ninguém! Antes pelo contrario, mas há sempre uma primeira vez para tudo!

Um dia beijo-te a meio de uma frase.I will do it...someday!

Um dia largamos tudo e fugimos juntos.Muito romance vêem estes senhores da Nicola...não é preciso fugir, nem largar tudo!
Um dia ponho a mochila às costas e vou conhecer o mundo.Desejava ter coragem...

Um dia vou ler aqui a minha frase.Estas já dizem muito do que eu gostaria de dizer!
Um dia vou voltar a falar com quem nunca esqueci.Falar não é o problema, até o faço bastante bem! A parte do "nunca esqueci" é que me chateia...

Um dia vou vestir o teu pijama.Ahhhh...só vestir, não necessariamente dormir com ele vestido, ok?
Btw...tu usas pijama?

Um dia arrisco a ver se petisco!Quem não arrisca não petisca!!! Adeus medo!

Um dia apago o sol, só para os teus olhos brilharem.Não preciso, eles brilham, dramaticamente, de qualquer maneira!
Um dia juntamos as escovas de dentes.Muita calma nesta hora! Um dia...
Só pode ser hoje se toda tua roupa ficar apenas numa gaveta, sou muito possessiva em relação ao meu armário!

Um dia olho-te nos olhos e digo que te amo.Olhar-te nos olhos já é difícil...olhar-te nos olhos e falar é extremamente difícil...a parte do "que te amo"...definitely too much!

Um dia fujo do trabalho para brincar com a minha filha.Ou com o meu irmão...

Um dia faço 300km para estar contigo.Ahahah...os senhores da Nicola não me conhecem...há uma pessoa pela qual eu tinha ido viver para a China comunista (se ele tivesse querido), logo...300km parece-me relativamente fácil!

Um dia vou abraçar todos os que me sorrirem na rua.
Acho um bocado perigoso, posso eventualmente ser mal interpretada! E há muito tarado por ai!

Um dia pergunto o teu nome.
Perguntar, pergunto...posso é não fazer nada depois disso!

Um dia danço contigo no meio da rua.
E deito-me na Av. da liberdade as 5h da manha a ver os sinais mudarem de cor ao teu lado...pode ser?

Um dia vou voltar a ser criança.Isso é todos os dias...

Um dia vou gritar até me rebentarem as artérias.Se me irritarem não é nada difícil! Ontem a noite tive de controlar o meu acesso de fúria, é que eu agora tenho vizinhos! (e estou a tentar manter as boas relações com eles)

Um dia vou escrever um romance e ser a protagonista.Já está feito...76 paginas já escritas!

Um dia escrevo-te uma música de amor.
Escrevo mas não canto...senão acaba-se o amor!

Um dia cometemos uma loucura.No plural é melhor...eu sozinha já cometo muitas.
Um dia vais ser meu para todo o sempre e mais um dia.I would like that...é aquele sentido de posse que eu não consigo bem controlar.

Um dia adopto um leopardo.Já quis ter um tigre...mas se calhar fico-me só pelo gato! Todo preto...chamado Jinx!

Um dia vou gritar à tua janela até tu a abrires.Isto sim seria uma coisa engraçada de se fazer...falando em fazer loucuras não é?!
Era capaz era de ficar rouca antes de ouvires!

Um dia desligo o telemóvel e vou estender a roupa.Só desligo o telemóvel quando estou chateada com alguém, a roupa não me impede de nada.

Um dia eu e tu seremos um, tu e eu seremos nós!Já há um post sobre este assunto...quando estivermos preparados.

Um dia vou ter contigo quando menos esperares.Eu até ia...

Um dia vou parar de viver no passado e começo a conjugar a vida no presente!Bom titulo para um futuro post...já está em rascunho!

Um dia chego-te a roupa ao pêlo.Acontece mais ou menos 3 vezes por semana! Esta semana passei-me e fiz isso ao sábado e fora do tapete...podia ter corrido mal.

Um dia confesso que me apaixonei pelo teu sorriso. Hoje é o dia!
Não vai ser hoje o dia, desculpa. Mas não deixa de ser verdade. Não é bem apaixonada...It's just an enfatuation!
Um dia faço-te uma serenata ao luar.Adoro cantar, mas acho que não ia ser bonito!

Um dia todos os dias serão nossos.
E todas as noites também...pode ser?!

Um dia peço um desconto numa loja dos trezentos.
Não gosto de lojas dos trezentos...mas se for um chinese...bemmm...ainda vai.

Um dia levo para casa um cão abandonado.
Quando tiver uma casa grande levo, mais que um até!

Um dia faço uma tatuagem.
Este dia deve estar muito para breve.

Um dia vou esquecer-me de me lembrar de ti.
Gostava que isto fosse possível, e rápido já agora.

Um dia farei de ti a pessoa mais feliz do mundo."Se você quiser eu vou-te dar um amor, desses de cinema"

Um dia digo-te o quanto gostei de ti.
Sou especialista nesta...em dizer depois!
Devem faltar algumas, se se lembrarem estejam à vontade!

Shhhhhh...

Porque é que eu sou má e venenosa quando não gosto de alguém?!
É uma boa pergunta...mas sou!

Alegrem-se meninas...é melhor isso que indiferença! Quer dizer que de alguma maneira me aborreceram e eu estou disposta a dispensar o meu precioso tempo para vos chatear.
E não é que eu tenha realmente feito alguma coisa de mal, cada um tem a sua percepção da realidade... o que parece estar a acontecer, pode não estar efectivamente! Mas parece...

É o suficiente para vos atormentar e é o suficiente para eu me regojizar...

E não se incomodem a tentar fazer-me o mesmo.
Não se pode competir com uma pessoa que não esta a jogar! E eu já não estou...
Enjoy...he's all yours!


P.S: Shhhhh...não contem a ninguém!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Obsession


I was young and sweet and...obsessed!!

Confesso, confesso que aos 15 anos lhe fiz a vida num inferno e venho solenemente pedir desculpa por esse episódio menos bonito da minha vida.

Sei lá, simplesmente fiquei doida, doida, doida durante um ano e meio. Alias só pode ter sido isso! A juntar à loucura, havia também o factor mimo (bastante elevado), o factor "ninguém me diz que não" (ainda bem que já semi-acabei com esta mania), o factor "porque sim" e ainda o factor "mas eu quero"! Tudo misturado deu uma grande confusão... ele era B. a seguir o menino, ele era B. a ser amiga de todos os amigos dele (tornaram-se meus amigos e ainda bem, pelo menos não foi tudo mau!), ele era B. a aparecer em tudo quanto é festa ou evento onde o sr. estava... A serio...deviam ter-me internado!!

Se fosse ao contrario eu teria tido medo de mim...Juro! Claro que eu era inofensiva, era apenas uma paixoneta adolescente, mas não deixava de ser uma grande panca por causa disso!

O bom destas historias é que nos ensinam lições preciosas, e esta não foi excepção! A lição foi aprendida de uma maneira bastante dolorosa (é certo). Não foi fácil perceber que no mundo aqui fora eu não podia ter o que queria, sempre que queria, que não podia fazer tudo sem consequências, que eu também era sujeita as mesmas regras de todas as outras pessoas (não é que eu pensasse que era especial, simplesmente achava que era diferente e que era só estalar os dedos que tinha tudo!)...Era mimada sim, muito mimada!!!
Ainda sou um bocadinho, I confess!
Algumas pessoas têm a mania de me tratar como uma princess e depois dá nisto!

O que vale é que, e como me foi provado ontem, as pessoas crescem. Tornamos-nos melhores pessoas, mais frias e calmas (claro que neste ponto não estou a falar de mim, estou a falar dele) e isso faz com que ultrapassemos o passado e consigamos agir de maneira (finalmente) normal! O que é bom...a serio! Apesar de já não me dizer nada, gostei...e como tal vim pedir desculpas oficialmente...10 anos depois!


And I'm not speaking sarcasm...I swear!

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Presentes ou não presentes?!


Anda tudo por ai a argumentar sobre a questão do Pai Natal vs. Menino Jesus!

Concordo realmente que se perderam alguns valores com o tempo, que os putos só querem playstations e respectivos jogos e que a maioria das pessoas já nem pensa sobre o "porque" do Natal... Para muitos é simplesmente a altura em que se compra presentes, em que se faz solidariedade e quem TEM que se estar com a família.

Acho pouco, acho triste...

Acima da tradição/religião vs. consumismo, está a hipocrisia da coisa. "vamos dar dinheiro a X, Y ou Z porque é Natal", "vamos comprar presentes porque é Natal", "Vamos fazer isto ou aquilo por causa do espírito Natalício"...quando nem sequer se sabe que espírito é esse! E convenhamos, as pessoas que precisam de ajuda não comem só no Natal, digo eu!

A questão aqui, para mim, não é irmos à Missa do Galo ou não, a questão é fazermos as coisas com o coração, porque realmente sentimos que as queremos fazer e nos faz feliz. Eu não preciso do Natal para oferecer presentes às pessoas que gosto, não preciso do Natal para estar com a família, não preciso do Natal para ajudar os outros...e também, não preciso do Natal para ir a missa!

Concordo que nos devíamos (re)lembrar das tradições, muito mais do que dos presentes...mas devíamos nos lembrar todo o ano, não só no Natal! Não é esse realmente o ponto de sermos católicos?! Termos valores, tipo...sempre!! Independentemente de nos confessarmos ou irmos à missa?
(Bem como qualquer pessoa de qualquer outra religião ou mesmo ateu...o ponto é termos valores! Mais uma vez...digo eu, não sei!)

Eu por mim gosto a abertura dos presentes, de comprar coisas especiais (mesmo que não caras) para as minhas pessoas especiais, gosto da árvore e dos enfeites, da música de Natal, da casa cheia de gente, da alegria dos meus irmãos, da barulheira, dos doces. Gosto do quentinho que me trás esta partilha...apesar da nostalgia da divisão que sinto sempre por não podermos estar todos juntos.

Posto isto, e dado que é Natal e que eu não acredito (nem nunca acreditei) no Pai Natal (apesar de gostar da figura, confesso!), não vou fazer nenhuma lista de presentes - Sem dramas meninos, eu não sou nada difícil de agradar!

O menino Jesus sabe bem o que é que eu queria este Natal... hahahahahah =)

"I don't want a lot for Christmas
There's just one thing I need
I don't care about the presents
Underneath the Christmas tree
I just want you for my own
More than you could ever know
Make my wish come true
All I want for Christmas is...
You
I don't want a lot for Christmas
There's just one thing I need
I don't care about the presents
Underneath the Christmas tree
I don't need to hang my stocking
There upon the fireplace
Santa Claus won't make me happy
With a toy on Christmas day
I just want you for my own
More than you could ever know
Make my wish come true
All I want for Christmas is you
You baby
I won't ask for much this Christmas
I don't even wish for snow
I'm just gonna keep on waiting
Underneath the mistletoe
I won't make a list and send it
To the North Pole for Saint Nick
I won't even stay awake to
Hear those magic reindeers click
'Cause I just want you here tonight
Holding on to me so tight
What more can I do
Baby all I want for Christmas is you
Ooh baby
All the lights are shining
So brightly everywhere
And the sound of children's
Laughter fills the air
And everyone is singing
I hear those sleigh bells ringing
Santa won't you bring me the one I really need
Won't you please bring my baby to me...
Oh I don't want a lot for Christmas
This is all I'm asking for
I just want to see my baby
Standing right outside my door
Oh I just want you for my own
More than you could ever know
Make my wish come true
Baby all I want for Christmas is...
You
All I want for Christmas is you... baby"
Mariah Carey - All I Want for Christmas is You
P.S: Em minha casa, alias, nas minhas casas, o presépio está feito o ano inteiro!

domingo, 13 de dezembro de 2009

Quebramos os dois?


"Eu a convencer-te que gostas de mim,
Tu a convenceres-te que não é bem assim.
Eu a mostrar-te o meu lado mais puro,
Tu a argumentares os teus inevitáveis.
Eras tu a dançares em pleno dia,
E eu encostado como quem não vê.
Eras tu a falar para esconder a saudade,
E eu a esconder-me do que não se dizia.

Afinal...
Quebramos os dois afinal.
Quebramos os dois...

Desviando os olhos por sentir a verdade,
Juravas a certeza da mentira,
Mas sem queimar de mais,
Sem querer extingir o que já se sabia.

Eu fugia do toque como do cheiro,
Por saber que era o fim da roupa vestida,
Que inventara no meio do escuro onde estava,
Por ver o desespero na côr que trazias.

Afinal...
Quebramos os dois afinal.
Quebramos os dois afinal.
Quebramos os dois afinal.
Quebramos os dois...

Era eu a despir-te do que era pequeno,
Tu a puxar-me para um lado mais perto,
Onde se contam histórias que nos atam,
Ao silêncio dos lábios que nos mata.

Eras tu a ficar por não saberes partir,
E eu a rezar para que desaparecesses,
Era eu a rezar para que ficasses,
Tu a ficares enquanto saías.

Não nos tocamos enquanto saías,
Não nos tocamos enquanto saímos,
Não nos tocamos e vamos fugindo,
Porque quebramos como crianças.

Afinal...
Quebramos os dois afinal.
Quebramos os dois afinal.
Quebramos os dois...

É quase pecado que se deixa.
Quase pecado que se ignora."
Toranja - Quebramos os dois

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Inquietudes



Sabem o que é que eu gostava que não voltasse a acontecer?

Eu deixar de fazer qualquer coisa que queria muito, com medo de uma determinada consequência, e essa consequência acontecer de qualquer maneira!

Adorava que não se voltasse a repetir! Mesmo que, racionalmente, eu saiba que não teria mudado nada se o tivesse feito...a razão principal que eu na altura dei para não fazer, acabou por acontecer. O que não me parece justo e me leva a crer que, por mais voltas que a vida dê, o que tem de acontecer, acontece sempre!

Claro que pela mesma teoria, o que não é suposto nunca acontecer, nunca vai acontecer! E por as culpas no destino é tão fácil...

Mas apesar disso (da minha suposta "não culpa") porque é que é apenas esta particular cena que eu me lembro sempre como sendo a única que me arrependo até hoje?! E olhem que já fiz muita asneirada na vida. Quando me perguntam "se pudesses mudar alguma coisa no passado, o que mudarias?" a resposta é sempre a mesma!

E agora a pergunta que me está a atormentar... estarei eu a repetir o mesmo erro? Achando que senão fizer determinada coisa, não irei perder X pessoa e apesar disso, vou perde-la na mesma?! Será que mais vale explodir com isto de maneira irracional e perder ou ganhar de uma vez por todas?!

Ou deixo nas mãos do destino e espero?! Espero que X pessoa acorde um dia de manhã com as mesmas confusões que eu e queira, finalmente, pagar para ver...seja esse pagar para ver o que seja, que eu também não sei!

Inquietudes...

Friday, I'm in love with...

Wentworth Miller!!

Pegando no mote da festa de hoje à noite (No Alcântara café para quem não sabe!), vou passar a fazer uma rubrica semanal chamada "Friday, I'm in love with...".

Hoje, e como não poderia deixar de ser (dado ter visto 4 episódios de Prision Break de seguida) o contemplado foi o Wentworth Miller ou Michael Scofield, como preferirem!

Não sei se gosto mais do Michael se do Lincoln. Um é mais alto e mais magro, o outro é mais baixo e uma bestinha...gostooo!! Talvez noutra rubrica falemos mais sobre este assunto.

A. está aqui o conhecimento... espero que comeces a ver pela primeira season! Vale a pena não perder nem um único minuto.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Thiago Lacerda


Mas alguém me explica porque é que não me avisaram que o Sr. Thiago Lacerda Aka homem de sonho, entrava na nova novela da noite?
Tive de descobrir estes olhos verdes da maneira mais cruel possível!! e sem a aviso!
Indecentesss...
"Ah...não há nenhum actor de jeito, o José Mayer a fazer de galã somente e uns gémeos que não são nada de especial!"...meninasss...por favor!!! Como é que se esqueceram de me dizer isto?
Ai ai ai...suspirossss...ai ai ai
E podem dizer à vontade que ele está com uma certa barriguinha, ok!?! Sinceramente, sinceramente...perco-me no verde dos olhos e na barba por fazer...nem noto a barriga!

P.S: Como vêem os meus gostos são fáceis, fáceis...era só o Thiago Lacerda!
P.S2: Eu sei que ele é uma batata casada, mas eu perdoou-lhe...

10 reasons to date a Judo player

Juntei-me recentemente a este grupo no FB...ADOREI!

As coisas que este pessoal se lembra, mas tudo com razão:

1) We know all the positions.
(Todas, todas...bemmm...sim, vahhh a mim ainda me faltam algumas, para dizer a verdade!)

2) We have perfect technique, good rythym, great timing, and exceptional hip rotation.
(E tudo com "explosão", senão não sai nada.)

3) We're used to being on our knees.
(Pois claro...a maioria da luta no chão implica ter, efectivamente, os joelhos no chão! Temos mais é que estar habituados. Era isto que estavam a pensar...aposto!)

4) We know how to get points for taking control.
(A minha razão preferida...ganha quem está por cima!)

5) We're not afraid to try something new.
(Às vezes pode dar asneira...mas vamos sem medos.)

6) After a quick break, we're ready to go at it again.
(Exactamente 5 segundos para arranjar o fato e siga. Façam lá melhor!)

7) We don't mind getting hot and sweaty.
(Estavámos bem arranjados se nos importássemos.)

8) We're used to mixing it up a little.
( Hummm...sim estamos habituados há luta, mesmo que seja ao de leve!)

9) Standing, kneeling, on our backs, on top, on the bottom - it doesnt make any difference, we can work from any angle.
(Trabalhamos em qualquer ângulo, desde que no final dê para ficar por cima, vale tudo.)

10) We know that a little noise can make all the difference in the world!!
(Isso é verdade, pode fazer a diferença entre um cotovelo normal e um osso a sair, entre uma costela no sitio e uma costela fora do sitio, etc etc)


Se eu podia gostar tanto de outro desporto (que pratico)?
Podia...mas não era a mesma coisa!

P.S: Depois de todas estas razões pressuponho que tornei impossível não sair com alguém que pratique Judo! Ahahah

Boa Noite


"Meu ar de dominador
Dizia que eu ia ser seu dono
E nessa eu dancei!
Hoje no universo
Nada que brilha cega mais que seu nome
Fiquei mudo ao lhe conhecer
O que vi foi demais, vazou
Por toda selva do meu ser
Nada ficou intacto
Na fronteira de um oásis
Meu coração em paz, se abalou
É surpresa demais que trazes
'Inda bem que eu sou Flamengo
Mesmo quando ele não vai bem
Algo me diz em rubro-negro
Que o sofrimento leva além
Não existe amor sem medo
Boa noite!
Quem não tem pra quem se dar
O dia é igual à noite
Tempo parado no ar, há dias
Calor, insônia , oh! noite
Quem ama vive a sonhar de dia
Voar é do homem
Vida foi feita pra estar em dia
Com a fome, com a fome, com a fome
Se vens lá das alturas com agruras ou paz
Oh, meu bem, serei seu guia na terra
Na guerra ou no sossego sua beleza é o cais
E eu sou o homem
Que pode lhe dar, além de calor, fidelidade
Minha vida por inteiro eu lhe dou"
Djavan - Boa Noite

Signos e Vernizes


Só uma mulher sabe o que é passar 30min a divagar sobre signos...mais ou menos assim:

B.: Conheci um gajo ontem...muito porreiro! E brasaaaaa...
A: Como é que ele é? Amigo de quem? Onde?
B: (...) bla bla bla (...)
C: Boa, parece-me bem!E...perguntaste a que dia é que ele fazia anos?
B: 20 de Maio!
A: É Touro. Uiiii...teimosos!!! Mas é o teu signo compatível!
B: Não é compatível, é complementar. Mas apesar disso eu nunca me dei bem com Touros, irritam-me! Sei lá porque...
C: Isso é mania tua que só gostas de Escorpiões e Virgens!
A: E Sagitários!!! Clarooo...
B: Meninas, meninas, vahhh... Estou a falar a serio, Touros enervam-me! Quase tanto como Aquários. Tem a mania que tem sempre razão e que são os maiores! Além disso eu tenho razões para gostar de Escorpiões! Hahahaha...
A: Tens médio, vahhh! Alem disso os Escorpiões não são as 7 maravilhas do mundo...tem um feitiozinho do pior!!!
C: Eu gosto do meu signo e dos homens do meu signo!
B: Tu és Leão, pelo amor de Deus! Falando em feitiozinho, não é?!

(...)

A conversa foi ficcional, mas é só para terem uma noção do tempo que perdemos com isto! Às vezes parece que estamos noutra dimensão de tão embrenhadas na conversa estamos. E achamos imensa piada...eu pelo menos acho!!

Outra conversa muito típica, e esta aconteceu mesmo é a dos vernizes! Cá vai:
B: Adoro essa cor, é o que? Volúpia?
A: Não é rubi!
B: Humm...sempre achei que Rubi era muito brilhante, mas fica-te lindamente!
A: E o teu qual é?
B: Eu misturei Vitral com Rosa Pitanga! É que acho que Rosa Pitanga no Inverno fica muito primaveril! O meu Licor está quase a acabar, tenho que comprar um novo!
A: Como é que se chama aquele azul que berrante que pões às vezes?
B: Ahhh...qualquer coisa Hortênsia acho eu!
A: Azul Hortênsia, pois é! É que só mesmo tu para pores aquela cor nas unhas!

Completamente incompreensível para quem não saiba do que estamos a falar!

E agora, para não dizer que eu sou totalmente fútil, alguma informação relevante:
1º) Vai haver uma exposição sobre a Índia em Londres. As famílias das melhores castas indianas emprestaram as jóias para expor e deve ser brutal! Só para terem uma noção a exposição começa com a replica de uma peregrinação, que tem um elefante em tamanho real! Se me quiserem oferecer a viagem e companhia...já sabem!!
2º) Os Pearl Jam vem cá em 2010...Oeiras Alive.
3º) Os Metallica vão voltar...Pavilhão Atlântico, desta vez, em Maio.

É para verem que eu não sou totalmente inútil...
Ainda posso servir de mau exemplo!