terça-feira, 31 de agosto de 2010

Eu querer até queria...

...re-postar algumas coisas como tinha dito! Mas de repente pareceu-me estranho, assim como se estivesse a andar para trás. Sei lá, deixou de fazer sentido desde a tarde até agora.

Eu mudo de humor tão rapidamente, haja Deus! De facto, não é fácil compreender-me, mas somehow, há quem consiga...até há quem consiga!

Portanto a minha teoria da re-postar alguns posts foi por agua abaixo. Sabe-me tudo ao mesmo agora que os li à procura de um... Tenho que elevar o meu espaço a outro nível. Infelizmente aqueles textos que me saem da alma, saem por escrito (caneta e papel) e eu não gosto de repassa-los para aqui...e tempo também é coisa que não há!

Enfim... vou continuar na minha saga de chá gelado, séries e depilação...é tãoooo bom ser gaja!!

Este blog vai fazer 1 ano


Para o mês que vem...este cantinho que era para não ser só meu e acabou por ser, vai já fazer um ano! Estive nos últimos 15min a rever post daquele mês de Setembro...e só vos digo isto...
LIFE WAS SWEEEEEET back then!
A leveza das minhas palavras, a minha maneira de pensar simples, a minha felicidade e alegria constantes no matter what, as coisas que eu sabia e que me esqueci...fantástico! Nem tinha noção.

Back then este blog servia para dar conselhos e exemplos às minhas amigas, para falar de filmes e coisas sem qualquer tipo de interesse mais profundo. Back then eu não punha tanto de mim no blog, porque não tinha de por, porque não havia o que por e como por, nem sequer fazia sentido.

Praticamente 1 ano depois vejo que este blog passou por tempos conturbados, como diz a minha dentista: "Olhando para o histórico do seu aparelho vejo que tem andado permanentemente em altos e baixos, tem de parar com isso". LOL

Não podemos voltar para trás, mas podemos andar para a frente e por isso, e porque a minha amiga J. não de cansa de me impingir o LIFE IS SWEEEEEET, acho que vou republicar alguns posts!!! Porque LIFE IS REALLY SWEET...e eu quero voltar a sentir esta leveza.
Chegamos ao fim da linha. Soube disso quase imediatamente e calei-me.

LIFE IS SWEEEEET AND I'M A PRINCESS!!!

Quote #16


Contaram-me uma historia


Era uma vez um rapaz chamado Gonçalo e uma rapariga chamada Patrícia.
O Gonçalo era alto, moreno, de olhos castanhos. Tinha tido uma namorada que lhe fez a cabeça em água, uma auto-estima baixa e uma maneira complexa de ser. A Patrícia era baixinha, divertida, tinha bastantes amigos e outros tantos a quererem ser mais do que amigos.

Um dia eles conheceram-se através de amigos comuns. Começaram por ser amigos e as coisas avançaram. Mas o Gonçalo dizia sempre que eram “só amigos”. A Patrícia obstinada como só ela sabia ser, deixou andar, e queria na mesma. Um dia o Gonçalo acabaria por ceder e perceber que, de tudo o que eles eram, amigos não era a palavra certa.
Algum tempo depois, já a ficar chateada, a Patrícia foi jantar com o melhor amigo do Gonçalo, que, tal como toda gente, achou que eles eram só amigos…a discussão entre eles pegou fogo nessa noite. Mas as coisas voltaram a ficar na mesma, apesar de constantemente juntos eles eram só amigos!!
7 meses depois a Patrícia decidiu que era altura de parar, já chegava. Afastou-se do Gonçalo e decidiu que era altura de ele fazer alguma coisa se quisesse.

Voltaram a encontrar-se vários meses depois…a Patrícia ligou-lhe, tinha de lhe entregar o convite para o casamento dela. E ele finalmente percebeu! Esteve até ao último dia a tentar fazê-la mudar de ideias, saiu em braços do Palácio de Seteais (onde decorreu o casamento) e nunca mais a viu.

Eu nunca tive o prazer de conhecer o Gonçalo. Mas conheço muito bem a Patrícia
P.S: Isto são factos reais.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Queen B.


As saudades que eu tenho desta senhora!!

A sério...

Ela que é mais ela, ela que sabe sempre, ela que nunca se sente assim, ela que é praticamente inabalável, ela que tem uma auto-estima do tamanho do mundo, que quer, pode, manda e tem, ela que faz sempre as coisas certas e quando não faz é como se fizesse à mesma, ela que gere tudo na perfeição...ok, ela que vive numa serie de televisão...tudo beeeem!!! Mas estou com saudades na mesma!
E de OTH, e de Grey, e de Private Practise...voltem séries, estão perdoadas!!!

Estão tão a precisar de exorcizar em cima de um step, de tomar um granda banho, podre de cansada e de me arrastar para a minha cama feita de lavado...
P.S: É que eu hoje não me sinto muito "queen", sinto-me só B.

This girl isn't me...


As minhas capacidades de gestão, não estão o que eram!

Ainda bem que não estou com tanto trabalho como pensei de manha, consigo respirar hoje. Mas a minha vontade é por-me a andar daqui o mais rápido possível!

Ás vezes sinto que era mais fácil quando não sabia que os meus amigos liam o blog. Ignorância é felicidade. E neste caso a não-ignorância leva-me a deixar de escrever.
Gosto de vocês, vocês sabem, mas tem dias em que me apetece ser só eu, como quando ninguém está a olhar. Hoje é um desses dias.

Que bela manha


Odeio surpresas. Odeio. Odeio. Odeio. Mesmo. Surpresas à 2ª feira então...enfim...
E já agora odeio o metro também.
A semana, que já se previa boa (ou não) começou melhor ainda.
Desde que não haja MAIS surpresas dou-me por satisfeita!

Estou de bom humor. Óptimo alias!

domingo, 29 de agosto de 2010

Quotes #15


Tem dias assim


Escrito pela A. no FB e publicado aqui por mim, por assinar em baixo de cada palavra.
Assim até me permite não dizer nada...

"Compreendi que a essência de viver é ser livre.
Que ter amigos é necessário e fundamental, que os verdadeiros ficam para sempre mesmo, e especialmente, que fazer novos amigos e criar laços é das maiores e mais encantadoras magias que a vida te pode oferecer.

Aprendi que o tempo tudo cura, que a decepção não mata e que guardar rancor só nos enfraquece. Aprendi sobretudo que ter de lutar não é um azar. Lutar é o que nos mantém vivos, e no fim de contas, eu sou uma lutadora, e das fortes!

A beleza não está no que vemos, não está no meu tão amado conforto e muito menos no ócio. A beleza está no que conseguimos sentir. De facto, o que vemos, ouvimos, cheiramos, tocamos, saboreamos é milhões de vezes mais belo do que o que temos como garantido.

Finalmente vi que ser feliz não é de todo ter "isto" ou "aquele". Ser feliz tem muito mais a ver com sentir o ar morno do por-do-sol, na praia de sempre, com os amigos de sempre.

Ser feliz é ter memórias tão boas que nos fazem chorar. É ter pela frente a possibilidade de um futuro tão brilhante que só nos faça acreditar.


É saber adorar que chova num dos dias do Verão, só para sentir o cheiro da terra molhada. É ter o corpo a escaldar e sentir aquela onda maior e gelada tocar-nos na barriga e praguejar.

É rir sem parar de um disparate, de uma música, de um trambolhão (sem consequências graves), de uma fotografia, de uma bacorada, de uma quote de um filme, de uma lembrança...

É sentir a alma quentinha só porque determinada pessoa sorriu para ti.

É ir sem destino e sem planos, com os pés no tablier, a ouvir música aos altos berros e mandar bocas aos "bebés" que vão passando noutros carros.

É estar no nosso sítio preferido e dançar. Dançar muito, até não haver fôlego nem pés que aguentem, dançar como se ninguém nos tivesse a observar.

É ficar na praia até o sol se por e é ficar acordado até que ele nasça outra vez.

É o cheiro do banho, do shampoo, da roupa e da cama lavada.

É o verde, e túlipas, e cerejas, e gelados, e chorões em flor, e o Sporting ganhar, e areia fina e morna, e a música bimba que não sai do ouvido, e a voz de cana rachada da melhor amiga, e a palavra Amo-te, e vodka preta e lambrusco, e "aquelas" sandálias estarem em saldos, e homens com braços fortes e bronzeados, e aviões e aeroportos e mapas de cidades desconhecidas, e petazetas e gomas, e a lua cheia e céu estrelado, e unhas coloridas, e relvados que nunca mais acabam, e.... :)

É viver um dia de cada vez. E disfrutar todos os dias, porque TODOS OS DIAS que passam na nossa vida podem ser, se nós quisermos, momentos únicos e sagrados."

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Mana B.


Somos o oposto uma da outra.
Eu falo, ela cala-se.
Eu riu-me alto e sou extrovertida, ela sorri baixinho e é introvertida.
Eu pergunto e quero saber, ela não comunica e prefere não dizer.
Eu descubro coisas porque puxo, para lhe arrancar o que quer que seja é uma luta.
Ela é tímida, não gosta de ser o centro do mundo, eu sou histérica e não me importo se estive toda gente a olhar para mim.

Gosto dela deste que soube que ela ia existir, todos os dias...mesmo quando as hormonas adolescentes tomam conta dela e ela fica menos simpática!
Somos as manas giras (eu, ela e a M.), somos mais que giras, somos super giras!!

Parabéns C., primeiro dia do que eles chamam "adulto". Hoje ainda não mudou nada, e vais ter anos para te habituares, não corras, não vale a pena.
Vemos-nos assim que eu conseguir sair daqui. Que não há-de demorar muito...promess!!

Lov ya*

Little steps


Entrámos o dia em técnica de pequenos passos.
Acordei e o meu telemóvel tinha o passado e o presente juntos a aguardar resposta...Escolhi o presente. Somente.

Não de animo leve, mas com o sentimento de "porque não tentar?". Eu mereço ser feliz e mais que isso, mereço ter alguém que queira tentar fazer-me feliz! Além do mais e como disse a M. no fim-de-semana, de forma algo agressiva até - está na altura de sair de uma vez por todas, do "fecho de contas" em que me encontro há já algum tempo...há tempo demais, certamente.

Como tal cá estou eu, a deixar-me ir pelo simples e fácil, por aquela normalidade do "vamos-nos ver, vamos estar juntos, amanha a esta hora só porque sim". Sem mal entendidos, sem "mas tu dizes, não tu e que disseste, não, mas a culpa não é minha, pois não sei", sem ansiedade, sem perder a paz de espírito. Acima de tudo...No expectations!


P.S: I didn't walk away, you let me go.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Implacável



"* - Ele pediu-me desculpa.
- Desculpaste, certo?
- Não. Disse-lhe que não tinha nada mais para lhe dizer.
- Foste implacável.
- Eu sei."

Não consigo. Eu sei que devia ser. Sei que neste momento estou como diz a R. "primeiro a minha vida e depois a tua"...mas implacável não consigo!
Acho que nem é adjectivo que me caracterize, raramente fui implacável na minha vida. Ou melhor, já fui em várias situações, mas são apenas momentos, não consigo ser sempre assim com alguém de quem já gostei muito (para compensar com as pessoas de quem gostei na base do mais ou menos e que fizeram asneirada, nem vale a pena...), e não sei se isso é necessariamente uma coisa boa.
Há sempre um momento em que, nem que seja o carinho, a amizade e as coisas que já foram, tomam conta de mim e esqueço-me de todas as mágoas anteriores, de todas as lágrimas, de todas as noites de choro desmedido. Fica apenas os momentos de risada, os beijos, os abraços, as discussões parvas, a recordação do corpo a tremer e das borboletas que não me deixavam comer durante dias...

Às vezes gostava de não ser assim!
Às vezes prefiro que as pessoas não me peçam desculpa para eu poder ficar chateada à vontade, porque sei que tenho razões para estar e o "desculpa" não serve para nada depois de me terem magoado. Irrita-me o "desculpa" acompanhado de olhos de bambi, irrita-me porque sei que não vou conseguir ficar chateada como devia e ai saem-me pequenas pérolas como: "Não me peças desculpa, porque senão eu vou ter de desculpar!".
Eu acho que é porque eu exteriorizo muito aquilo que sinto, que depois me acabo por relativizar as coisas que já me fizeram, por mais parvas e horríveis que tenham sido...não sei! Mas sei que nunca me esqueço, que fica ali aquela mancha quase invisível mas que está lá e que só voltará a saltar à vista quando a mesma pessoa me magoar outra vez e eu estiver a gritar ao espelho para mim mesma: "És tão estúpida, és mesmo estúpida".

Sei que devia ser implacável. Que se calhar vai chegar a um momento que vai ter de ser assim. Que a J. tem razão quando diz que é impossível eu fazer as coisas desta maneira. Eu não sei!!
Faço aquilo que o meu coração manda (como sempre, deprimentemente). Quando o forço só causo mais estragos em mim portanto...Let's wait and see.

Os homens são monocromáticos - A prova!


A ver se nos entendemos...ahahah =)

Grrrrrrr

Prontos para mais 12h de trabalho non-stop?!
É que eu não...

Mas a culpa não é dos informáticos, a culpa é da língua!
Binário...português...010111010...isto não pode ser assim...110001010...
Parecendo que não, não é fácil.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Alegria de final de tarde


"Oh my, justifying reasons why
Is an absolutely insane resolution to live by"

J. Marz - Live High

Quote #14


Isto para me referir aos acontecimentos do fim-de-semana, apenas posso dizer algumas coisas:

1º Em boca calada não entra mosca (lembrem-me de postar uma conversa hilariante sobre isto!);
2º Pessoas pequenas...nem as vejo! (e não estou a falar do tamanho);
3º Se falam de mim é porque eu sou importante, o que só me aumenta desmesuradamente o ego;
4º Quando aparecer a oportunidade de eu apanhar esta pequena pessoa na curva (porque vai aparecer), não vou hesitar um unico segundo.

I won't

As amizades também acabam. Tal como qualquer outra relação a amizade tem um período temporal...quer seja o "para sempre", alguns anos, ou uns poucos meses.

Já perdi amigos...não tenho vergonha de dizer isso.
Alguns por pura estupidez, alguns por orgulho, outros porque simplesmente passei a conseguir viver sem eles na minha vida e isso alterou o rumo das coisas.
A amizade é uma coisa estranha, menos linear do que o que se pode julgar a principio.

Quem me conhece sabe que eu sou desligada. Em estando no meu mundo não me lembro de ninguém, não tenho saudades, não sinto falta. E isso não quer dizer que não goste, é só maneira de ser, sempre fui assim...Lembro-me de que em Erasmus foi o terror...andava tão absorvida (em Francês) que me passava tudo ao lado...

O meu ponto não era este (estou a andar às voltas). Nunca perdi amigos pela minha maneira de ser! Mesmo quando faço asneira corrijo e acaba por ficar tudo bem...as amizades não se perdem do pé para a mão! Mas as coisas não são estanques! E isso não convém esquecer...

Mas o que eu queria dizer é que neste momento não estou disposta a perder também isso. Não estou, não quero, não vejo como, não consigo, não imagino sequer.
E sei que pôr barreiras estanques nas coisas e travões me vai exigir malabarismo e tempo. Vai, claro que vai, óbvio que vai...mas se fosse fácil também não tinha piada não é?!

De cara lavada


Este blog está com uma cara tão nova que eu nem o reconheci.
Estava mesmo a precisar de mudar!

Vai bicho, vai...

Tenho medo de ir dormir e isso faz-me não ter sono!

Sei que vou ver coisas que não quero, que vou estar em sítios que não posso a fazer coisas que não devo. Sei que quando o despertador tocar de manha eu vou pedir para ficar a dormir e como não posso, vou passar o dia a ressacar dos sonhos, a obrigar-me a uma concentração que não vem e a desesperar baixinho com quem posso!

Já é um murmúrio quase inaudível para os outros, mas faz um eco gigante nas paredes sozinhas da minha casa. Sempre cá, sempre presente, uma coisa constante...do tamanho do Texas.
Gostava de saber de que é que este bicho se alimenta? Se eu já lhe tirei tudo, se já falei, gritei, fugi, afastei, ignorei, afoguei em álcool e pus Baygon...desaparece bicho. Por favor.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Peço imensa desculpa, sim...


John: You know, Denise, that's why you're not married. Women act like men. Then they complain men don't want them.

Denise: Oh, is that why? 'Cause I thought it was something different. I thought that it was 'cause I deserved the best and he's out there. He's just with all the wrong women. And let me be clear. After CENTURIES of men looking at my tits instead of my eyes and pinching my ass instead of shaking my hand, I now have the *DIVINE* right to stare at a man's BACKSIDE with vulgar, cheap appreciation if I want to!

Assino em baixo...

Aiiiii...que eu não estou boa hoje

O meu mau feitio está a atacar-me cruelmente.

Estou-me a passar, sem paciência para aturar picuices e coisas que não tem importância rigorosamente nenhuma!! É que caso eu ainda não tenha dito aqui, quando Deus estava a distribuir a paciência eu tinha ido à casa de banho...o que me torna uma pessoa de rápida explosão!!

Normalmente no trabalho eu controlo-me...mas hoje, ai hoje...
Calma B., calma...

...

Mudei a imagem do blog para retratar um bocadinho melhor a minha "bipolar" personalidade.
Eu em versão "mau feitio" e eu em versão "sunshine"...

Era também para mudar um bocadinho a imagem disto. Percebi ontem que não sei grande coisa das definições disto quando a minha amiga K. que acabou de criar o seu blog ( http://croqueteegirassol.blogspot.com/) me estava a fazer perguntas para as quais eu não fazia pálida ideia da resposta.

Gostava imenso, p.e., de saber como é que se põem um link numa palavra? Já tentei pesquisar como se faz, mas não encontro maneira...
É o meu sistema que repele tudo o que seja coisas informáticas complexas, de certeza...

Assustador


Acabei de descobrir durante o almoço com a R. que as mulheres quando gostam tem os mesmos pensamentos.

É demasiado para revelar aqui do que é que estou a falar, mas garanto que é assustador...se tivéssemos a coragem de algum dia contar a alguém, claro!
Alias, pelo que eu percebi (e porque a minha parte racional já tinha pensado sobre o assunto), percebe-se se estamos a gostar à seria ou não pela quantidade de pensamentos estúpidos e que não lembram ao menino Jesus...
Alegrias de ser mulher, está visto!

Maldito subconsciente


Embrulhei-me numa manta polar, derreti uma tablete de Milka (ou meia, porque ando uma menina), e vi um filme mega mega lamecha...mas assim uma coisa do outro mundo mesmo!
Arrastei-me para a cama para curtir a minha overdose de chocolate e dormi 10h.

Acordei melhor, mas ainda não a respirar a 100%.
Deve ter sido do cansaço da noite. Não parei de sonhar por 1 segundo sequer.
O meu subconsciente não me dá sossego nem descanso, mas...se eu o pudesse controlar, não era subconsciente, right?
Maldito seja...

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Tudo o que me apetece...


...Chegar a casa, beber um chá quente e tentar respirar como deve de ser.

Há dois dias que estes pulmões estão piores que maus!!
E eu a achar que assim que parasse de fumar nunca mais ia ter problemas...sou mesmo naive.

E sair do escritório está quieto. Os senhores da informática (como sempre) acabam com o meu sossego. Ai vidaaaa...

Quote #13

Eu sei perfeitamente bem o que quero.

Se, se e se


Se fosse fácil, eu fazia.
Se eu pudesse fugir, não estava aqui.
Se eu conseguisse controlar, não mostrava um único sentimento.
Se acabasse quando eu quero, já estava terminado.
Se fosse racional, eu não perdia a cabeça.

Se não sentisse desta maneira, não era o que é.
Se alguém me dissesse à dois anos atrás que eu ia fazer algumas das coisas que já fiz, eu chamava de louco.

É o que é…e é assim.

Paintball

"Tens um amigo colorido? Queres outro? Queres muitos amigos coloridos?
Então vem jogar paintball connosco"

O melhor anuncio de sempre, entre Romana e Michael Carreira na Radio Bonfim (se não me falha a memória).

Melhor que isso foi a M. transformada em guerreira samurai. Com direito a grito de Rambo e tudo...foi a maior!!!

Os anos da A.


Como sempre foi a sensação!!!
Confesso que primeiro se estranha e depois entranha. Conversa no carro no ano passado antes de chegarmos:
"B.: Esqueci-me de levantar dinheiro.
A.: Eu empresto-te, não há problema.
B.: Não é preciso, levanto quando chegarmos.
A.: B., não há caixa multibanco lá.
B.: Não?! Não faz mal, pago com multibanco no restaurante.
A.: B., nós não vamos jantar a um restaurante, vamos jantar à festa.
B.: Ahhh, ok. E depois vamos sair onde? Há discotecas aqui perto?
A.: [Com imensa vontade de rir] B., nós não vamos a discoteca nenhuma, é uma festa aqui na aldeia.
B.: [Em pânico] Ok, e quem é que vai por música?
A.: Ninguém vai por música. É uma banda que vai tocar...
B.: Uma banda?! Okkk, haverá vodka ananás para eu me abstrair.
A.: LOL...B., não há vodka. Há vinho traçado!
B.: Tudo bem!"
...no ano passado fomos a 2 festas, este ano vamos ver...

Jantamos frango assado, passamos para o vinho traçado, tudo ao som da banda e dançamos o bailarico!!! Este ano houve muito de Xutos, e houve uma em especial que eu, do meu alto estado avançado de vinho no sangue me lembro e consegui até escrever a letra para me lembrar no dia seguinte:

"Será sempre a subir
Ao cimo de ti
Só para te sentir

Será no alto de mim
Que um corpo só
Exalta o seu fim..." - Foram cardos, foram prosas.

Um ano bastante mais calmo que no ano passado. Poderia não ter sido, é um facto. Mas ainda me encontro em fecho de contas e portanto não valia a pena estar a complicar.
P.S: A M. não gostou desta minha frase, diz que eu já estou "fechada para balanço" à demasiado tempo. Acho que é possível que ela tenha razão!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Até já

Neste blog vai-se de fim-de-semana com as amigas.

No ano passado foi assim:
"Peguei, trinquei e meti-te na cesta,
ris e dás-me a volta à cabeça
Vem cá tenho sede, quero o teu amor d'água fresca, ohoh...
Tens na pele travo a laranja e no beijo três gomos de riso
Tanto mel, tanto sol, fruta, sumo, água fresca, provei e perdi o juízo

Foi na manhã acesa em ti, abacate, abrunho
E a pêra francesa, romã, framboesa, kiwi"

Este ano...eu depois digo-vos!!

Nãos


Eu não sei ouvir "nãos".
A parte de detestar ouvi-los pelas razões normais, eu não sei ouvi-los! Não os entendo e não reajo a eles como as outras pessoas.

Quando era miúda, um "não" era só uma dificuldade acrescida até chegar ao que eu queria. Exigia a minha criatividade, o meu empenho, o chamado "dar a volta à questão", muitas vezes uma lágrima, outras cara de má, alguns argumentos e a minha velha amiga, a luta. Mas eu sabia que iria transformar aquele "não" num "sim", eventualmente num dia próximo. E a minha mãe, com o seu feitio calmo, raramente conseguiu fazer frente à minha obstinação.

Quando cresci, e me defrontei com "nãos" na vida real, custou-me. De lutar em vão, até perder a cabeça, aconteceu-me de tudo. E com a maturidade eu tentei aprender a ouvi-los, a recuar, a perceber que não se forçam as coisas, que se é "não" é porque "não" e nem sempre há uma explicação para isso. É assim porque é assim.

E eu lido com os meus "nãos" da melhor maneira que sei, sempre a tentar que a minha veia mimada não me traia, levando-me a continuar a combater em vão, género peixe que caiu do aquário e não pára de se debater.
Não é fácil, não é sereno, não gosto, obrigo-me a isso. Portanto aprecio que me ajudem e entender que "não" é "não", e não o contrario!!




P.S: "Pensei que se falasse era fácil de entender".

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Para quem não percebe.

"Ai os vampiros, que mania que tu tens dos vampiros e bla bla bla"...QUE CHATOS!!!

Como já estou farta desta conversa, olhem...Sim, tenho a mania dos vampiros (sempre adorei filmes de vampiros, não é de agora, deste filme em especifico) e gostava muito que o Robert Pattison (o senhor da gravata verde) me mordesse o pescoço, muito obrigada.
Tenho dito!!

Quote #12


Tem medos de coisas que só eles e Deus percebem.
Meninas!
Desculpem, mas há coisas que me irritam. E gajos mariquinhas é uma delas.
Vão lá, vejam como é e depois logo se vê.
Não sei se é a mania que nós não sobrevivemos sem eles que os trava ou o acharem que nós vamos fazer cenas se as coisas não derem...mas acho totalmente absurda qualquer uma das duas hipóteses!! O que me deixa pretty much exactamente no mesmo ponto. Meninas!!
P.S: R. como vês eu também não sei tudo.
P.S2: Se houver por ai algum espécime masculino que leia o blog, sinta-se à vontade para nos elucidar.

Non-Judgmental Breakfast Club


Cada vez mais acho que não se pode julgar as relações dos outros.
Só duas pessoas juntas é que sabem o que é que se passa.

Nós podemos dar a nossa percepção das coisas, termos uma opinião, até sermos maldosas às vezes, mas tem dias em que vemos coisas que achavámos impossíveis a acontecer, pessoas que nunca pensámos que poderiam estar juntas a estar, relações que supostamente já teriam desgastado tudo a voltar.
Ninguém tem nada a ver com isso.


I'm the queen of the Non-Judgmental Breakfast Club!!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Como que há espera de um sinal...


...ele chegou. Tinha este poema aqui guardado há imenso tempo (desde os 17 anos que é dos meus preferidos), mas por uma razão ou por outra ia adiando a publicação. Hoje li apenas a minha frase preferida noutro blog (http://amorumlugarestranho.blogspot.com/2010/08/ao-seu-lado-nada-e-impossivel.html) e...cá está!!


Eugénio de Andrade - Adeus

"Já gastámos as palavras pela rua, meu amor,
e o que nos ficou não chega
para afastar o frio de quatro paredes.
Gastámos tudo menos o silêncio.
Gastámos os olhos com o sal das lágrimas,
gastámos as mão à força de as apertarmos,
gastámos o relógio e as pedras das esquinas em esperas inúteis.

Meto as mãos nas algibeiras e não encontro nada.
Antigamente tínhamos tanto para dar um ao outro!
Era como se todas as coisas fossem minhas:
quanto mais te dava mais tinha para te dar.

Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes!
e eu acreditava.
Acreditava, porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis.
Mas isso era no tempo dos segredos,
no tempo em que o teu corpo era um aquário,
no tempo em que os meus olhos eram peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco, mas é verdade,
uns olhos como todos os outros.

Já gastámos as palavras.
Quando agora digo: meu amor...,
já se não passa absolutamente nada.
E no entanto, antes das palavras gastas,
tenho a certeza
de que todas as coisas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.
Não temos já nada para dar.
Dentro de ti não há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse: as palavras estão gastas.

Adeus."

Quote #11



P.S: Estou afogada em trabalho e impossibilitada de partilhar convosco o que quer que seja. Mas hoje é um dia dos leves, ou pelo menos está agora!

...But...

I have a pocket full of dreams!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Just the way it is...


Não há milagres, não há ajudas preciosas...não é sequer trágico ou um grande drama, é assim!

Há quem tenha ajudas, distracções, alguém que os salva deles mesmo, aquela velha historia dos filmes "e quando eu estava mesmo mesmo triste e já não aguentava mais ele veio e salvou-me" e bla bla bla. E eu fico feliz, mas eu não tenho disso... not in this life, at least.
And I'm prepared for that and I'm fine!!

Não vale é a pena dizerem nada, não há nada para dizer. Ajudem-me com um simples silêncio de "estou aqui", é mais do que suficiente, a sério.

Vai doer até ao fim, eu sei... Nunca antes houve atenuantes, sempre sofri até ao ultimo dia, até onde tinha de sofrer, até acabar, até morrer tudo e não restar nada. É assim porque sempre foi!!! E eu acredito que seja assim por uma razão...para depois não ter volta.

Hopefully, It won't happen a third time...

Pensamento da 1h manhã



Uma tablete de Milka intacta, uma de Nestle Chocolate de Leite intacta e uma de Nestlé Preto também sem ser tocada... I'm simply the best!!

Se o frigorífico estivesse às escuras tinha sido mais fácil a resistência!

Ahhh...neste blog agora treina-se à hora de almoço também. Ontem ia entrando em falha múltipla na aula de Bike, fiquei outra vez com mau feitio com o professor...por nada, só porque não consigo estar 4min a levantar-me e a sentar-me na bicicleta...irrita-me!!!!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Forma, que forma?


Este blog encaminha-se a passos largos para a excelente forma física, que é como quem diz, ginásio!!

Estou com uma preguiça no corpo difícil de sacudir, só de pensar na bicicleta dá-me vontade de fugir para a praia a correr, mas...(e há sempre um mas) vou na mesma! Que dos fracos não reza a historia e eu, como qualquer outra miúda super gira, sei que com menos 2kg daquela coisa de buracos que se acumula nas pernas vou ficar ainda mais super mega gira!!

Além disso, como deitei metade da minha casa fora ontem... vou ter de ir às compras num futuro próximo e detesto surpresas (como vocês bem sabem).



P.S: A colecção maravilhosa da Zara que me aguarde, que eu 'tou chegando.

Eu já tenho todos...


"Na vida todos temos um segredo inconfessável,
um arrependimento irreversível,
um sonho inalcançável e
um amor inesquecível."

Diego March


P.S: Tirado do blog da Kat again.

Amigas que eu tenho

Tirado do blog da Kat (http://iwannatellyouasecret.blogspot.com/):




Tenho as 12. Muitas vezes dentro de uma englobam-se mais que uma das descritas.

E todas elas tem estado aqui. Incansaveis, incontornaveis, tolerantes, pacientes, pouco criticas ou até mesmo nada criticas, a falar muito ou em completo silencio. Nestas alturas eu sei que poderia viver sem muitas pessoas na minha vida, mas sem elas não, nunca.

E quem diz que as mulheres são todas umas "bitches" umas para as outras, engana-se... Nós (mulheres), quando verdadeiramente amigas conseguimos ter um grau de amizade/companheirismo/partilha que nenhum homem jamais perceberá.

P.S: Para conseguir ler, carregar na imagem.

First day II

E esquecer-me da password de acesso e bloquear isto tudo?!

A prova provada de que estava mesmo de férias...que maravilha!

First day

Acordei as 6h por alguma razão que desconheço, mas suspeito. Olho para o telemóvel (morto) e numa fracção de segundo penso, porque é que acordei, e porque é que ele esta morto?!...encolho os ombros e "agora vou dormir até ao meio dia". Funny B., funny...senão fosse o meu primeiro dia de volta ao trabalho.

1h depois tocou o meu Millow. Estava bem disposta. Alias estou bem disposta.
Banho, esfregar as mãos a ver se saia as tatuagens de hena que decidi por aqui (nada, parece que tenho os braços sujos), vestir, beber o meu leitinho com chocolate e por-me a caminho. Tinha saudades da marginal, do sol nascido a pouco tempo a bater na cara. Tinha saudades da rotina, de andar com o saco do ginásio atrás, de tudo estar estabelecido a partida. Tinha saudades da normalidade, de andar calma, de não ferver em 3 minutos e ter de arrefecer em 5.

Estou a gostar deste primeiro dia, do meu controlo e paz de espírito. Da certeza absoluta que desta foi de vez porque já não há mais nada para dizer.

O que é que fica depois de ter sido tudo dito?
O preto e o branco. At least.

domingo, 15 de agosto de 2010

E amanha ainda se arruma mais...


Acho que já tenho metade da minha casa em sacos do IKEA a porta...mas mesmo assim ainda não está tudo arrumado.


Amanha há mais...isto até é divertido!


P.S: Alguém me explica porque é que em 6h com a MTV ligada, apenas 1h deu música? Tipo...MTV não é Music Television?!

Aqui...arruma-se!!


Quando eu acabar o meu armário vai estar parecido com o da Carrie.

Daqui a 15 dias começa o meu ano (eu ainda sinto que os anos começam em Setembro) e isto precisa de uma volta...juntamente com a minha vida.
"Não vais voltar a começar outro ano assim pois não? Nessa rotina que te leva a loucura e não te deixa viver a tua vida? Acho que está na altura de impores um prazo a ti própria e o cumprires de uma vez por todas! Meses B., meses...há que saber quando o "já chega" chega." J. words.

Portanto aqui hoje vai-se arrumar, limpar, cozinhar...Setembro não vai ser Janeiro. Not again!
A MTV está ligada, os reforços estão a chegar...vamos embora...

Wii Just Dance


Deixei de enumerar as noites...ontem foi outra desgraça e portanto não vale a pena.
Vão ser tantas quantas necessárias.


Hoje rendi-me à Wii. Acho que fiz terapia de riso de tanta palhaçada que eu e as sisters fizemos.
Mantenho-me entretida!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Last night

So I, I turned round
Oh baby don't care no more
I know this for sure
I'm walking out that door

On top of this I ain't ever gonna understand...




Jamaica ao rubro com esta música.
Deitei-me com ela na cabeça e acordei a canta-la...

Um brinde às minhas amigas, que foram trabalhar hoje, mas não me deixaram cair ontem!

No taxi...

... Lisboa ao amanhecer é linda!!!
2L de caipirinha depois ainda mais. No Jamaica ainda mais!

Grande Som....Ohhh I, Ohhh I'm still alive!!!

And I'm not drunk, no I'm not...I'm sedated from my pain.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Today's day


Um corpo de 26 já não recupera como um corpo de 20...é o que eu vos posso dizer!!
Alguém sabe quem é que inventou caipirinhas de 0.5l?! Que ideia tão infeliz...ou feliz dependendo da perspectiva.

E hoje o dia não vai ser fácil. Não pelas razões que eu esperava, mas porque algumas perdas são, de facto, para sempre... E só quando assistimos a perdas tão importantes é que percebemos que na maioria dos dias nos chateamos por pura parvoíce. E aproveito para dar por aqui um grande beijinho de "aguenta-te" ao R.


Vou-me por debaixo do duche para ver se isto melhora qualquer coisa. Guronsan não está a patrocinar o dia a seguir como habitualmente fazia...
P.S: Quando se gasta as palavras, não se tem mais nada para dizer.

The end.

Com 1l de caipirinha depois...e já não sei o que dizer.

Dizem que as mulheres vão para casa chorar, ligam às amigas e comem chocolates e gelado, e o homens vão afogar as magoas no álcool e dormem com uma mulher qualquer. Parece que eu não sou totalmente mulher...
Chorar e achar que o mundo está errado e acabado, não é a minha cena.
No entanto, comportamentos auto-destructivos...hummm...já falamos a mesma língua!

Sabem que mais... I'm fine! Finalmente estamos preto e branco.
Como um mutante...no fundo sempre sozinha!!



P.S: No final disto tudo, um grande brinde à policia. Por não fazer operações stop em dias como este!

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

In a better mood


Uiiiii semana da TPM é o bicho!!!!
Não vale pena contornar as hormonas, elas comandam tudo, e sem treinar dá nisto, não se gasta energia suficiente e pronto...mega drama, depressão e tristeza e bla bla bla. Ser gaja dá um trabalho...

Mas agora já estou optima, já me passou o surto (eu disse que não ia durar muito) e estou a caminho do meu bunker (que é como quem diz casa do pai B.) para passar o dia com as sisters a dar mergulhos e a fazer palhaçadas.
No entanto, primeiro ainda vou passar pelo shopping, assim só para fazer umas comprinhas de ultima hora. Está-me a apetecer estorricar dinheiro...mais um efeito TPM...lovely!!!

Alguém pode fazer os dias não andarem? não quero voltar ao trabalho!! Estar de férias é tãooooo bommmm...

É assim...

Neste blog, por agora, é-se extremamente romântico!

Nem quero saber o que isso diz da B. fria, horrorosa e sem sentimentos. Essa agora foi tomar banho e ficou esta...que hoje escolheu entre o "P.S. I love You" e o "The Notebook" - how sad is that?
E não, não havia outro filme que eu quisesse ver menos dramático e mais cómico...afinal para que é que eu comprei 2 tabletes de chocolate?! Na verdade nem lhes toquei, mas pronto...comprei-as para o efeito.
Toda gente tem pequenos momentos de fraqueza. Eu, felizmente (ou não), posso por os meus aqui. Aproveitem...amanhã já acabou!
Arranjei esta nova maneira de me exprimir e agora não quero outra coisa. Pelo menos deixei de o fazer em publico. Há semanas que isto não acontecia... E nem sei porquê hoje... Ou então sei e guardo para mim porque não consigo mais falar. Não consigo mais importar-me em vão.
I just wish this to end...I really do!

E as "quotes", rápido antes que eu diga coisas que não quero dizer:

"I bet you've had a hard time walking into a room full of people on your own, right? Yeah. I know that. I know what it is not to feel like your in the room until he looks at you or touches your hand or even makes a joke at your expense, just to let everyone know... you're with him. You're his."

"So now, all alone or not, you gotta walk ahead. Thing to remember is if we're all alone, then we're all together in that too."

"Gerry Kennedy: [holding Holly by the shoulders] What do you want? I know what I want, cause I'm holding it in my hands."

"Holly Kennedy: Mom?
Patricia: What's the matter?
Holly Kennedy: [crying] When daddy left, I was fourteen, and I said... That's it, never again, no man. And then I meet Gerry. This wonderful man happens to me and then, and then he died! What was the point?
Patricia: I know
Holly Kennedy: I'm so angry I could kill somebody. I'm alone, and it doesn't matter what job I have or what I do or what I don't do or what friends I have, he's not here. I mean you're alone no matter what.
Patricia: That's right
Holly Kennedy: [still crying] God. I didn't come here for you to give me some bullshit honest answer. Why can't you lie to me just once?
Patricia: I'm sorry sweetheart.
Holly Kennedy: [sobbing] I can't breathe. I can't breathe."

"Holly Kennedy: I don't want to make any mistakes.
Gerry Kennedy: Then you're in the wrong species, love. Be a duck."

"Holly Kennedy: Oh, never mind. I'm just screwed up. I'm trouble... yeah.
William: I like trouble.
Holly Kennedy: Oh no, I don't mean "cool Pulp Fiction" trouble. I mean "mental case wacko" trouble."

"Gerry Kennedy: [after their kiss in Ireland] Where are you going?
Holly Kennedy: Stay.
Gerry Kennedy: You have my jacket.
Holly Kennedy: I'm keeping it unless we meet again, otherwise that will be the most perfect kiss ever shared by two strangers
Gerry Kennedy: I bet we will meet again.
Holly Kennedy: You better win that bet, because if we do, that'll be the end of it.
Gerry Kennedy: The end of what?
Holly Kennedy: Life as we know it.
Gerry Kennedy: I'm singing at this...
Holly Kennedy: Shh, if I happen to walk into the right one in the right town.
Gerry Kennedy: What's your name?
Holly Kennedy: No."

"Dear Holly, I don't have much time. I don't mean literally, I mean you're out buying ice cream and you'll be home soon. But I have a feeling this is the last letter, because there is only one thing left to tell you. It isn't to go down memory lane or make you buy a lamp, you can take care of yourself without any help from me. It's to tell you how much you move me, how you changed me. You made me a man, by loving me Holly. And for that, I am eternally grateful... literally. If you can promise me anything, promise me that whenever you're sad, or unsure, or you lose complete faith, that you'll try to see yourself through my eyes. Thank you for the honor of being my wife. I'm a man with no regrets. How lucky am I. You made my life, Holly. But I'm just one chapter in yours. There'll be more. I promise. So here it comes, the big one. Don't be afraid to fall in love again. Watch out for that signal, when life as you know it ends. P.S. I will always love you."

"Dear Gerry, you said you wanted me to fall in love again, and maybe one day I will. But there are all kinds of love out there. This is my one and only life, And its a great and terrible and short and endless thing, and none of us come out of it alive. I don't have a plan... except, it's time my mom laughed again. She has never seen the world... she has never seen Ireland. So, I'm taking her back where we started... Maybe now she'll understand. I don't know how you did it, but you brought me back from the dead. I'll write to you again soon. P.S... Guess what?"

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Inception


Que é como quem diz um dos melhores filmes que já vi até hoje!
Uma imaginação que nos transporta para além da fantasia. Um ficção cientifica que não é exagerada. Um amor que nos faz parar para pensar. Outra dimensão ou várias outras.

O Sr. Leonardo Di Caprio está cada vez melhor actor, se ele não for nomeado para Oscar neste filme, eu juro que não sei o que se passará na Academia. Os outros também foram lindamente escolhidos: a Marion Cotillard no papel de mulher atormentada, o que lhe cai sempre muito bem. O Tom Hardy a dar uns momentos de risada com o seu "accent" que faz suspirar e a Ellen Page a não desiludir com a maturidade deste papel.
Já perceberam que adorei, não é??!

E casava-me com o Sr. Leo. Casava-me pronto. Paixões antigas é assim, nunca passam!
Era eu uma adolescente de hormonas borbulhantes e o meu quarto era forrado a posters dele em tamanho real. E a B. tinha biografias e tinha os filmes e sabe de cor, até hoje, as falas do Romeu&Julieta de tanto que viu o filme...LOL, se calhar não precisava de partilhar isto...mas deixei-me levar!!

Citações preferidas:
"Dreams feel real while we're in them. It's only when we wake up that we realize something was actually strange."

"You're waiting for a train, a train th...at will take you far away. You know where you hope this train will take you, but you can't be sure. But it doesn't matter - because we'll be together."

"Don't you want to take a leap of faith? Or become an old man, filled with regret, waiting to die alone!"

"The seed that we planted in this man's mind may change everything."

"You keep telling yourself what you know. But what do you believe? What do you feel?"

"Do you know what it is to be a lover? Half of a whole?"

"I wish. I wish more than anything. But I can't imagine you with all your complexity, all you perfection, all your imperfection. Look at you. You are just a shade of my real wife. You're the best I can do; but I'm sorry, you are just not good enough."

"Let me ask you a question, you, you never really remember the beginning of a dream do you? You always wind up right in the middle of what's going on."

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Quotes #10


A realidade faz voltar os velhos medos que a distancia ignorava...

B. Marley


No facebook da R.

"You may not be her first, her last, or her only. She loved before she may love again. But if she loves you now, what else matters? She's not perfect, you aren't either, and the two of you may never be perfect together but if she can make you laugh, cause you to think twice, and admit to being human and making mistakes, hold onto her and give her the most you can. She may not be thinking about you every second of the day, but she will give you a part of her that she knows you can break, her heart. So don't hurt her, don't change her, don't analyze and don't expect more than she can give. Smile when she makes you happy, let her know when she makes you mad, and miss her when she's not there." - B. Marley.

Eu não posso por no meu, há coisas que não vale a pena dizer, ou os outros vêem ou não vêem...
Mas que está bonito está!!




Acordar na minha cama foi esquisito hoje. Já não estava habituada a dormir agarrada às minhas duas almofadas gigantes...
Estou com aquele piquinho de saudades das férias já!!!!
Ainda bem que ainda falta uma semana para me recolher ao convento (diga-se escritório). Se falta de vontade mata-se eu já estava estendida aqui no chão.

Agora vou só ali por a roupa a lavar e ir ao supermercado para esta casa ficar perfeita.
Se o Sr. S. Pedro fosse simpatico eu queria ir à tarde para a praia, sim?! Muito obrigada então!!!

I'm back...


E cansadíssima!!

O dia de hoje acabou comigo. Acordar as 5.30h, mais de 15h dentro o carro. Enfim...pareço um pastel!!!
Mas um pastel que vai dormir na sua cama assim...como senão houvesse amanhã.

Estava cheia de saudades aqui do meu cantinho. Levei o diário, mas já não é a mesma coisa. Já não sabe ao mesmo.
Aqui tenho que pensar, tenho que ter cuidado com o que digo, com o que posso dizer, com as palavras e as expressões. Aqui uso subterfúgios, digo e desdigo, recorro a músicas, letras e citações...aqui as coisas tem mais lógica. No meu caderno são só palavras que formam frases e parágrafos sem nexo, tudo misturado e confuso como que despejado à pressa para não me fazer mal. Aqui faz mais sentido...

Prometo que, mesmo continuando em férias, volto em breve.

P.S: Não consigo tirar isto da ideia vai para três quinze dias. Em todo o lado, a toda a hora...ai vidaaaa...