terça-feira, 2 de agosto de 2011

Lutar



Passamos a vida a lutar por qualquer coisa. Na realidade, não sei se é o nós ou se sou só eu, mas a verdade é que passo a vida a lutar por alguma coisa.

Luto para chegar mais longe, para manter os amigos, depois luto por amor, porque vale a pena, porque sim. Quando acho que já não dá mais luto para me permitir desistir, para me obrigar a parar de querer, de fazer sonhos parvos e ter expectativas idiotas. Agora luto para não pensar, para deixar de gostar, para não sentir saudades...

Estou farta de lutar por tudo, principalmente sabendo que travo as minhas lutas comigo mesma. É aborrecido, inglório, e frustrante saber que lutei e quis tanto, e agora que tem de acabar, em vez de ser fácil e leve, continua a ser difícil.

Lutar para apagar os últimos 3 anos e fazer como se eles não tivessem existido...sim é isso que no fundo tento fazer. Não por querer, mas porque afinal não há compartimentos estanques quando se gosta. Não se dissocia os tipos de gostar, não se pode ser amiga por um lado e desejar-se ser mais que isso por outro, como se fossem duas pessoas diferentes e não apenas duas partes de um mesmo todo, eu. É impossível manter uma coisa e matar a outra.

Acho que queria ser como ele, não lutar, não sentir, não querer saber, não me importar...a vida é o que é, debater como eu faço só piora, só faz peso inútil. São areias movediças, quando mais me mexo mais me afundo. E eu só quero sair deste lodo pantanoso onde me enfiei, conscientemente.

4 comentários:

  1. para saíres desse buraco, precisas acima de tudo de lutar por ti e não pelos outros. porque se tu não lutares por ti mesma, eles nunca vão acreditar que tu conseguiste sair, independentemente de precisares da ajuda deles.
    hoje, correu mal. amanhã já não será assim, pois o que estás a passar agora de alguma forma está a tornar-te mais forte, ainda que não o vejas.
    por isso, luta por ti, porque para viveres precisas de ti mesma, mas bem contigo própria.

    ResponderEliminar
  2. As tuas palavras assentam tão bem às lutas consecutivas que também combato diariamente...mas a força vem de onde menos se espera!A seguir o blog :)

    ResponderEliminar
  3. Gostei!
    Gostei muito do teu blog!
    **vou seguir

    ResponderEliminar